reuters, bloomberg reuters, bloomberg reuters, bloomberg reuters, bloomberg reuters, bloomberg reuters, bloomberg reuters, bloomberg reuters, bloomberg reuters, bloomberg reuters, bloomberg reuters, bloomberg reuters, bloomberg reuters, bloomberg reuters, bloomberg reuters, bloomberg reuters, bloomberg reuters, bloomberg reuters, bloomberg reuters, bloomberg reuters, bloomberg reuters, bloomberg reuters, bloomberg reuters, bloomberg reuters, bloomberg
Fotogalerias
Fotogaleira: Os 20 mais ricos do mundo segundo a Forbes
20.03.2017
A revista Forbes divulgou a lista dos mais ricos do mundo em 2017, liderada pelo quarto ano consecutivo pelo fundador da Microsoft. Seguem-se Warren Buffett, Jeff Bezos, Amancio Ortega e Mark Zuckerberg. Conheça o top-20 e os portugueses e angolanos na lista.


A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado geo@geopress.org Há 4 semanas

A Fundação Geolíngua possui um projeto que pode revolucionar a economia mundial - é o projeto Endoeconomia (ver no Google esta palavra) - Porem, o MAI - Ministério da Administração Interna e toda a Comunicação Social de Portugal, desde 2002, estão a ignorar, boicotar e criminalizar a nossa Fundação. - Porque será?! - Talvez seja porque quando vier a Público este projeto, o "Homem mais rico do mundo" pode vir a ser o Roberto Moreno, fundador e presidente da Fundação e do modelo de Endoeconomia, querer, desde 2002 e publicado no Diário da República de Portugal que: Todos os bens de Roberto Moreno serão de pertença da referida Fundação para desenvolver acções nas áreas da Educação, Saúde e Segurança Pública, via o projeto Endoeconomia. Saliento que, a Fundação é dos 10 milhões de portugueses.

comentários mais recentes
geo@geopress.org Há 4 semanas

A Fundação Geolíngua possui um projeto que pode revolucionar a economia mundial - é o projeto Endoeconomia (ver no Google esta palavra) - Porem, o MAI - Ministério da Administração Interna e toda a Comunicação Social de Portugal, desde 2002, estão a ignorar, boicotar e criminalizar a nossa Fundação. - Porque será?! - Talvez seja porque quando vier a Público este projeto, o "Homem mais rico do mundo" pode vir a ser o Roberto Moreno, fundador e presidente da Fundação e do modelo de Endoeconomia, querer, desde 2002 e publicado no Diário da República de Portugal que: Todos os bens de Roberto Moreno serão de pertença da referida Fundação para desenvolver acções nas áreas da Educação, Saúde e Segurança Pública, via o projeto Endoeconomia. Saliento que, a Fundação é dos 10 milhões de portugueses.