A carregar o vídeo ...
Governo vai "muito brevemente" amortizar dívida ao FMI
15.02.2017
O ministro das Finanças afirmou hoje que o Estado vai "muito brevemente" amortizar parte da dívida ao FMI, acrescentando que Portugal está autorizado a devolver 1.700 milhões e que estas amortizações antecipadas não ameaçam o financiamento da República.


A sua opinião2
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
eduardo.santos 16.02.2017

Amortização da divida........... O que vai ser feito é uma engenharia financeira muito utilizada nestes casos. Pedem emprestado a juros ocasionalmente baixos e pagam parcialmente divida a juros mais altos. Tão simples como isto--qualquer um faria melhor

asdf 15.02.2017

Força, Centeno, o melhor ministro das finanças de todos os tempos. Os portugueses estão contigo. Por favor não ligues aos cães que ladram de inveja e não nos abandones.