A carregar o vídeo ...
Ministro: Reintegração de comandantes não excluiu eventuais responsabilidades
19.07.2017
O ministro da Defesa admitiu hoje que a reintegração dos cinco comandantes do exército exonerados após o furto de material de guerra em Tancos não significa que não possam ser responsabilizados nas investigações em curso.


A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo Há 1 dia

Este é o caso mais surreal que algum dia imaginei que pudesse acontecer, mas mais surreal ainda é a forma como tudo tem sido tratado. A informação chega de forma duvidosa e encapotada, como convém, fazendo dos Portugueses mentecaptos.
Com exército destes não precisamos de quarteis, vão para casa.