A carregar o vídeo ...
Negócios explica as novas regras de branqueamento de capitais
19.07.2017
Na última reunião plenária antes das férias, os deputados enfrentam uma maratona de votações. Entre elas estão diplomas muito relevantes nas áreas económica e financeira, como é o caso da transposição da directiva de prevenção do branqueamento de capitais, a criação de uma base de dados de beneficiários efectivos, ou as regras que limitam os pagamentos em dinheiro vivo a 3.000 euros. Elisabete Miranda, redactora principal no Negócios, explica-lhe o que está em causa.


A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar