A carregar o vídeo ...
Paulo Marcos: "Percebe-se que despedimentos foram um pretexto"
18.06.2017
O presidente do SNQTB fala em "sangria" de trabalhadores na banca, sobretudo em 2016. Contudo, acredita que o ajustamento ainda vai continuar, embora antecipando contratações nos próximos anos.