A carregar o vídeo ...
Seguradoras querem nova vida para os PPR
29.10.2017
José Galamba de Oliveira, presidente da APS, defende a criação de um novo produto, o PIR, que recupere as características que os PPR tinham até há uns anos: resgates só na reforma e um benefício fiscal anual.


A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
ANTONIO MARTINS Há 3 semanas

Depois de ouvir este Arº Responsável da APS, onde eu sou Agente de Seguros no Ramo Vida, foi o Ramo onde eu me especializei, eu dá-me vontade de não é de rir mas uma vontade de perguntar a esse Senhor não basta ser Presidente da APS, mas informar que em uma data aqui posso estar a errar na mesma, então esse senhor não se lembra, quando as Seguradoras algumas nem todas mas parte delas, e o Estada da Altura, acabarem praticamente com o Produto, evidentemente que a Economia Mundial mudou, desde que estou na Atividade desde 1990, juros altos e não houve por parte do extinto ISP e o Estado na altura não acabarem com o Produto e muitos Agentes como eu viram as suas carteiras a cair , e a sofrer hoje um bocado e favor os seus Rendimentos mensais, então Estado e ISP na altura não poderiam chegar a um entendimento entre partes e discutir o assunto, não foi Radical, e agora veem as Seguradoras, e APS arranjar um esquema quando o País está descapitalizado e não temos e nunca teremos a Cultura Se