A carregar o vídeo ...
Ulisses Pereira analisa acção do BCP
09.05.2017
“O BCP continua a confirmar todos os sinais positivos que vem dando nos últimos meses. No entanto, está próximo a uma resistência forte e é natural que possa corrigir um pouco nos próximos tempos antes de retomar o caminho ascendente”, considera Ulisses Pereira.


A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
NirSup Há 2 semanas

O BCP tem boas condições para dar uma alegria aos seus acionistas: a economia cresce, cresce o consumo e o crédito ao consumo dos particulares, diminui o desemprego e aumenta os rendimentos e com isso a maior procura de crédito à habitação. O mal-parado que deixou a banca em maus lençóis foi sobretudo originado em projectos industriais e turísticos desastrosos e crédito concedido a aventureiros e especuladores, sabe-se lá com a conivência de quem. Não foi o mal-parado dos particulares. Com esses a banca pode muito bem. E é por isso que nunca deixou de emprestar dinheiro aos particulares, seja no crédito ao consumo, seja no crédito à habitação.
Sempre ouvi dizer que quando a economia cresce, quem mais ganha é a banca.
Por isso acredito que o BCP vai dar algumas alegrias aos seus acionistas. A não ser que ocorra uma catástrofe a nível mundial. Por exemplo, o descalabro do dólar. Sim, um dia, o balão rebenta. É uma questão de tempo.