A carregar o vídeo ...
Vieira da Silva: "Não prevemos ir mais longe nas reformas antecipadas" em 2018
22.10.2017
Em 2018 não é de esperar um novo alívio dos cortes nas pensões antecipadas. Quem tem 60 anos de idade e pelo menos 40 de descontos terá de esperar por 2019 para não ter dupla penalização na pensão - na melhor das hipóteses.


A sua opinião5
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo Há 3 semanas

E lamentavel que este senhor faca promessas e nao cumpra. Quem tem tem 46 anos a 48 anos de descontos não é penalizado, os outros com mais de 40 anos de descontos continuam com as mesmas penalizações, a isto chama-se discriminação. E lamentavel o desrespeio por estes trabalhadores,

Anónimo Há 3 semanas

Nunca me acreditei nos discursos dos políticos, dizem uma coisa e fazem outra. Vem agora com a esperança de vida! Lamentável! Digam de uma vez por todas o que pretendem fazer. Será que começar a trabalhar aos 17 ter 61 anos de idade e 44 de descontos não chega? Sejam sérios e não inventem. AM

João Teles Há 3 semanas

Se esta noticia for verdade e se de facto nada se fizer em 2018, só se confirma que este homem não tem palavra. Assim sendo, não merece qualquer credibilidade. Deu alguma esperança até dia às eleições e agora fala em 2019, porque também é ano de eleições. Se nada fizer durante 2018 é um PULHA!!!

António Duarte Há 3 semanas

Mas há dinheiro para aumentar as reformas de que se reformou antes dos 60 anos, c/reformas completas. Uma vergonha. Este senhor está a ficar sem crédito Anda com estas promessas desde o início do Governo e agora manda este balde de água fria, sobre pessoas que iniciaram a atividade antes dos 16.

ver mais comentários