Caixa Empresas Solução Netcaixa consolida posição

Solução Netcaixa consolida posição

Em menos de dez anos, os terminais Netcaixa estão em mais de 24 mil estabelecimentos comerciais. Em 2016, a solução de “acquiring” da Caixa Geral de Depósitos procurou “garantir a manutenção da competitividade e o reforço dos ganhos de eficiência”.
Solução Netcaixa consolida posição

Ainda sem contabilizar os resultados da campanha "Mais por Menos", que oferece uma maior diversidade de serviços com custos reduzidos durante 12 meses a quem contratar terminais até final de junho, o serviço Netcaixa mantém a tendência de crescimento no mercado português de Terminais de Pagamento Automático (TPA).

Num panorama nacional em que se confrontam adquirentes que aceitam as marcas de cartões mais usadas, seja de débito (Multibanco), seja de crédito (Visa e Mastercard), a conquista de mercado pela marca Netcaixa "residiu na capacidade de antecipar alterações neste contexto dos pagamentos, garantir a manutenção da competitividade e o reforço dos ganhos de eficiência", como se refere no Relatório de Gestão e Contas 2016 da Caixa.

Um dos resultados deste esforço pela inovação foi, nomeadamente, a funcionalidade DCC que oferece aos clientes, titulares de cartões estrangeiros, a possibilidade de efetuarem os seus pagamentos nos Terminais de Pagamento Automáticos (TPA) Netcaixa, na moeda original do cartão.

Esta funcionalidade acaba por convergir com o "valor das compras com cartões estrangeiros" que "aumentou 14% em relação a 2015, refletindo a evolução do turismo", como salienta o comunicado do Banco de Portugal sobre o Relatório dos Sistemas de Pagamentos 2016, recentemente publicado.

Netcaixa mantém-se na vanguarda

Em Portugal, quatro agentes assumem o papel de "acquirers", na prática, instituições financeiras que representam marcas de cartões e contratam com comerciantes a aceitação dessas formas de pagamento, garantindo-lhes o recebimento dos valores transacionados.

Num mercado com poucos "players", como a Redunicre; a Netpay, do Banco BIC; ou a Caixa de Crédito Agrícola, a Netcaixa surge como uma concorrente de peso.

O seu preçário tem constituído um atrativo para os comerciantes, conscientes de que "o montante das compras realizadas através da rede Multibanco cresceu 9% em 2016", como salienta o Relatório dos Sistemas de Pagamentos 2016, recentemente publicado pelo Banco de Portugal.

Aproveitando as novidades e as soluções tecnológicas, o Netcaixa disponibiliza as possibilidades do TPA físico ou virtual. No primeiro caso, com a oferta de diversas tipologias de terminais, a empresa "diversifica os meios de pagamento ao dispor dos seus clientes e elimina os riscos associados aos pagamentos por cheque e numerário, transporte, extravio e furto de dinheiro". Acresce que os dispositivos podem estar equipados com a tecnologia "contactless", que permite compras até 20 euros com a simples aproximação do cartão.

Por outro lado, o Netcaixa disponibiliza também "um TPA virtual, assente numa plataforma web, para qualquer tipo de negócio" e para pagamentos à distância com cartões de débito e crédito, nacionais e estrangeiros, das marcas Visa e Mastercard.

A par das vantagens de aceitação das principais marcas de pagamento em cartões, a CGD tem conquistado clientes devido à solução "Netcaixa na Hora", que permite ao comerciante contratar e começar de imediato a operar, recebendo transações através do terminal de pagamento.

Campanha "Mais por Menos" até finais de junho

Até final de junho, a Caixa Geral de Depósitos mantém a campanha "Mais por Menos".
No decurso desta campanha de adesão ao serviço Netcaixa, os novos aderentes usufruem - nos primeiros doze meses de contrato – de mensalidades reduzidas, isenção de subscrição da tecnologia DCC e duas situações contratuais vantajosas - seja com os Pacotes Globais, seja com a Oferta Standard.
Os Pacotes Globais são uma modalidade direcionada para empresas que tenham uma faturação mensal inserida em três escalões - até €2.500, €5.000 e €10.000 - e que prefiram uma tarifa plana de valor fixo a pagar mensalmente.
Na chamada Oferta Standard, a campanha "Mais por Menos" isenta de mensalidade durante seis meses os novos aderentes, aplicando uma prestação mensal de apenas 15 euros no semestre seguinte.




VEJA TODOS OS CONTEÚDOS Caixa Empresas.


pub
pub
pub
pub