Caixa Empresas Soluções de tesouraria facilitam ciclo de pagamento

Soluções de tesouraria facilitam ciclo de pagamento

A economia nacional mantém forte dependência do bom desempenho das suas PME. São quem dinamiza o motor económico do país e delas depende o bom destino da nossa força de emprego. No entanto, um dos seus grandes desafios continua a ser a gestão de tesouraria.
Soluções de tesouraria facilitam ciclo de pagamento

Numa altura em que as exportações retomam picos de desempenho e na qual o pleno emprego deixou de ser uma mera referência estatística, as pequenas e médias empresas (PME) ganham protagonismo nos "ratings" e nas estatísticas.


Com estruturas mais pequenas, de menor alcance, quer na escala de actuação quer nos meios com que se apresentam ao mercado, aquilo que lhes permite ganhar em agilidade pode fazê-las perder pontos na robustez com que resistem à mudança.


Um desses desafios, a par de tantos outros que se colocam, nomeadamente os da volatilidade dos mercados, é o da gestão da tesouraria – com frequência dependente de poucos clientes cujos ciclos de pagamento podem não acompanhar as necessidades imediatas de liquidez.  

 

Quais as soluções?

Num contexto em que as PME ocupam uma forte fatia do nosso tecido económico, muitas com alto potencial e viabilidade, mesmo com estruturas aparentemente mais expostas a fenómenos como este do desencontro com os ciclos de pagamento dos seus principais clientes, a banca mantém-se atenta.  

Por isso, oferece alternativas que possam minimizar o seu impacto. Pela agilidade e facilidade de acesso, o Caixa Fast, da Caixa Leasing e Factoring disponível nas Agências e Gabinetes Empresa da CGD, constitui-se como uma solução adequada.


Destinada às micro, pequenas e médias empresas nacionais, trata-se de uma solução de "factoring" para pequenos negócios e visa optimizar a sua gestão corrente com a racionalização de custos administrativos e eficiência na cobrança de facturas.

Muito embora ainda com fracos índices de utilização neste segmento, abaixo por exemplo do que acontece nos mercados nórdicos, as soluções de "factoring" mantêm em Portugal forte potencial de crescimento entre as micro e as PME.


No caso muito concreto da CGD, o Caixa Fast traz valor diferenciador perante respostas tradicionais. Desde logo, na escala de negócios a que se destina – de menor dimensão e volume –, mas também porque proporciona às empresas aderentes um serviço eficaz e eficiente de gestão das facturas dos seus clientes.

 

Uma solução menos convencional

A solução não apresenta mínimos de acesso e, depois de contratada, está disponível o serviço de "homebanking" Caixadirecta Empresas. Isto permite uma substancial diminuição da carga administrativa, maior flexibilidade e rapidez na cobrança de facturas, mas também na contratação de crédito, em 24 horas.


Quer para o cliente do banco quer para o devedor, o Caixa Fast constitui-se como uma verdadeira plataforma integrada de gestão entre quem vende e quem paga – com ganhos negociais para o vendedor e ganhos na credibilidade dos compradores. Funcionalidades como as notificações de pagamento, e toda a desmaterialização, favorecem a transparência na relação comercial, diminuem o seu risco e agilizam procedimentos de troca.



pub