Carros para executivos Paixão e requinte ao volante da Renault

Paixão e requinte ao volante da Renault

O Talisman é a mais recente aposta da marca para o segmento das berlinas familiares, assegurando à Renault um lugar por direito próprio no mercado das frotas para executivos e gestores de topo.
Paixão e requinte ao volante da Renault

Entendido como um benefício, o automóvel continua a ser um dos itens mais valorizados pelos executivos no momento da sua contratação. A verdade é que a sua disponibilização o torna um forte aliado na atracção e retenção de talentos, e esta é uma realidade que se tem mantido estável ao longo dos últimos anos: "Para esse segmento de clientes específico o contexto não evoluiu de forma significativa nos últimos anos, incluindo naqueles de maior impacto da crise económica que o país atravessou."

 

A opinião é de Ricardo Oliveira, director de Comunicação e Imagem da Renault Portugal, que não deixa, no entanto, de sublinhar que "algumas empresas (uma minoria) reviram de forma importante o seu posicionamento neste domínio, mas estas constituem uma excepção" sendo que "o padrão de aquisição permanece, na essência, o mesmo".

 

Mas, se é bem verdade que este será um hábito "a manter-se no curto prazo", no médio a longo prazo tudo poderá mudar. Com a chegada a posições de liderança das gerações mais novas, "para as quais o automóvel é analisado por outros critérios e onde a função de representatividade social tende a perder alguma importância", é possível que a tipologia de automóveis "adquiridos por este segmento de clientes tenha tendência para se alterar."

 

De uma forma ou de outra, a verdade é que a Renault "procura estar atenta à realidade do mercado e tenta antecipar as evoluções desse mesmo mercado", sublinha Ricardo Oliveira. Embora, no caso da marca, o peso do segmento de frotas para empresas seja ainda "relativamente pouco" no global das receitas, a verdade é que o valor está já "acima daquilo que é comum para marcas generalistas", diz ainda o mesmo responsável, com as versões mais procuradas, no caso da Renault, a apresentarem preços recomendados que rondam os 45.000/50.000 euros.

 

A sedução tem um nome: Talisman

 

Com o intuito de manter a posição que conquistou, por direito próprio, no segmento das frotas para executivos, a Renault lançou no mercado o seu Talisman. Trata-se de uma berlina familiar, de estilo elegante e dimensões bastante generosas que asseguram assim maior nível de conforto e premeiam a habitabilidade, em que se destaca o amplo espaço interior do banco traseiro e a possibilidade de se optar por ventilação e massagens.

 

O Renault Talisman chega ao mercado também na versão Sport Tourer, conta com um generoso espaço de arrumação assumido, desde logo, no seu porta-bagagens de 608 litros (ou de 572 litros para o Sports Tourer). Caso o condutor opte por rebater os bancos traseiros, então esta berlina atinge facilmente os 1.022 litros aos quais se somam mais 25 de espaços de arrumação de objectos no seu interior.

 

O cérebro do Talisman está na sua consola central, que integra um tablet táctil de 8,7 polegadas e com opção de acesso ao R-Link 2. Trata-se de um equipamento com capacidades para comando de voz ao nível da navegação, telefone, aplicações e rádio. Capacidade que se junta à já normal possibilidade de ecrã táctil para deslizamento de páginas com um simples tocar de dedo.

Ao volante, esta berlina traz de volta a certeza de uma condução segura, com comportamento dinâmico e estável mesmo nas estradas mais sinuosas, essencialmente devido à capacidade 4Control que permite integrar quatro rodas direccionais. Neste sentido, as rodas traseiras viram no máximo até 3,5 graus consoante o sentido das dianteiras, promovendo uma sensação de segurança.

 

Se falarmos de segurança, então não podemos deixar de referir que a lista de ofertas que acompanham a Talisman inclui a totalidade das mais recentes tecnologias disponíveis no mercado.

Em matéria de motorização, com 200 cavalos e 260 Nm de binário disponível a 2.000 rpm, o motor TCe 200 é um bloco de injecção directa que foi alvo de afinações específicas ao nível da admissão variável e do turbo, estando exclusivamente associado à caixa automática de dupla embraiagem EDC de sete velocidades.

 

Tirando partido desta combinação motor-caixa, a berlina Talisman e o Talisman Sport Tourer TCe 200 EDC são capazes de desempenhos que atingem os 237 km/h de velocidade máxima e vão dos 0 aos 100 km/h em 7,6 segundos.

 

Com o motor TCe 200 EDC, o Renault Talisman está disponível a partir de 38.790€ (e de 40.250€ no caso do Talisman Sport Tourer).

Automóveis mais inteligentes Perguntas a Ricardo Oliveira, director de Comunicação e Imagem da Renault Portugal

A conectividade do automóvel com o mundo exterior e um aumento da autonomia da condução são duas das tendências que marcam a indústria automóvel.

 

Em que sentido estão a evoluir as vossas viaturas para corresponder aos requisitos das empresas?

A evolução centra-se sobretudo em dois níveis: oferecer a mais avançada tecnologia do mercado, mas a um valor acessível, e oferecer os melhores custos de utilização (o chamado TCO).

Tem sido este o caminho que a marca tem vindo a percorrer com os seus mais recentes modelos, e pensamos que neste contexto nos encontramos, em todos os segmentos, ao melhor nível do que existe no mercado.

 

A estas evoluções adicionamos uma outra que pensamos inquestionável nos mais recentes modelos da marca: um design marcante e sedutor com uma forte identidade.

 

Os eléctricos serão um trunfo no futuro deste segmento?

Os eléctricos serão, no futuro, um trunfo importante em qualquer segmento mesmo que, no curto prazo, a oferta de veículos eléctricos se venha a concentrar em modelos de segmentos inferiores.

É difícil antever como irá o automóvel evoluir, mas é relativamente seguro que a conectividade do automóvel com o mundo exterior e a progressiva maior autonomia da condução são tendências, já hoje, reais.