Corretoras de Seguros 2017 A importância do seguro nas exportações

A importância do seguro nas exportações

As empresas exportadoras nacionais devem acautelar-se com um seguro que as proteja e, mais, ter uma política de gestão de risco adaptada a cada realidade
A importância do seguro nas exportações

. O desenvolvimento de uma actividade exportadora acarreta riscos, relembra Ricardo Pinto dos Santos, como o desconhecimento dos mercados de destino e de todos os detalhes dos compradores. Por isso, "ter um seguro de crédito é essencial, pois permite salvaguardar o recebimento do valor das encomendas expedidas".

Por outro lado, os produtos exportados necessitam de cumprir legislação local e geram responsabilidades que devem ser acauteladas. Por exemplo, se um produto alimentar tiver "um caso de contaminação, se um lote de um bem tiver um defeito e provocar danos ou mortes, a empresa exportadora poderá ter responsabilidade".

Por isso, é "imprescindível" que as empresas adoptem "políticas de gestão de risco e contratem os seguros adequados à sua actividade exportadora, para não transformar uma oportunidade numa ameaça".



pub