Dia Mundial do Ambiente 2017 Pode sempre fazer-se mais pelo planeta

Pode sempre fazer-se mais pelo planeta

Quercus deixa alguns conselhos úteis para o dia-a-dia de cada um, que ajudam a preservar o ambiente. Há pequenas alterações de comportamento que podem fazer toda a diferença
Pode sempre fazer-se mais pelo planeta

Água

 

1. Desperdício Doméstico

 

Evite banhos de imersão. Ao tomar duche, feche a torneira enquanto se ensaboa. Se puder instalar um chuveiro de baixo fluxo tanto melhor.

 

2. Cuidados na Rega

 

Quando for plantar, opte por espécies autóctones, que exigem menores consumos de água. Mesmo no caso de plantas mais exigentes, evite regas excessivas, que acabam por asfixiar a vegetação.

 

3. Reutilização da Água

 

A água que sobra da lavagem de legumes e frutos é óptima para regar as plantas. A própria água da chuva é uma fonte inesgotável que se pode aproveitar para inúmeros usos domésticos: descargas sanitárias, limpezas, lavagem de roupa e rega.

 

Ar

 

1. O Ruído

 

Deixe o automóvel para ocasiões especiais e utilize os transportes públicos e a bicicleta. Quan-to a viagens mais longas, viaje de avião apenas quando realmente necessário.

 

2. Qualidade do ar interior

 

Evite produtos de limpeza muito perfumados e coloridos, pois tendem a ser mais tóxicos. Evite ambientadores e produtos aromáticos, uma vez que muitos contêm elementos nocivos à saúde.

 

3. Ar ambiente

 

Ligue o ar condicionado do seu veículo apenas quando necessário, pois aumenta o consumo de combustível e a emissão de poluentes.

 

Compras

 

1. Sacos reutilizáveis

 

Nas idas às compras, evite aceitar sacos em todas as lojas, pois muitas vezes não se justifica, além de muitos serem feitos de materiais de difícil reciclagem.

 

2. Sobreembalagem

 

Não compre produtos muito embalados, com várias camadas e invólucros, pois são normalmente mais caros e representarão mais resíduos, muitas vezes difíceis de reciclar.

 

3. Produtos de Origem Nacional

 

Consuma fruta e legumes da época e de preferência provenientes da agricultura biológica, que proporciona uma maior qualidade nutricional e não recorre a produtos químicos de síntese.

Construção Sustentável

 

1. Isolamento Térmico

 

Elimine as pontes térmicas, fazendo um isolamento contínuo das pare- des e sempre pelo exterior. Prefira materiais permeáveis ao vapor, de modo a garantir uma temperatura interior constante.

 

2. Orientação/Pintura

 

Na pintura da casa utilize tintas de cor clara. No interior, ajudam a reflectir melhor a luz natural, reduzindo a necessidade de recorrer à luz artificial. No exterior, não absorvem tanto o calor, contribuindo para um melhor equilíbrio térmico.

 

3. Certificação dos Edifícios

 

Pondere bem as suas necessidades. Remodelar é quase sempre preferível a construir uma casa de raiz, pois poupam-se muitos recursos naturais.

 

Electrodomésticos e aparelhos

 

1. Etiqueta energética

 

Dê preferência a equipamentos de classe A ou A+, especialmente no caso dos frigoríficos e máquinas de lavar a loiça e roupa, pois serão me- nos exigentes em termos de consumo energético.

 

2. Poupar energia na cozinha

 

Prefira os utensílios manuais aos eléctricos, como as facas de cozinha ou os espremedores de frutos.

 

3. Aparelhos electrónicos

 

Opte por equipamentos com etiqueta Energy Star, que identifica os aparelhos electrónicos mais eficientes do ponto de vista energético.

 

Energia

 

1. Água quente solar

 

Pondere a hipótese de instalar um colector solar na sua moradia ou edifício. Apesar de ser um investimento considerável, acabará por recuperá-lo em 3 a 4 anos, usufruindo do benefício fiscal e poupando nos consumos de gás e electricidade.

 

2. Iluminação

 

No quarto, coloque lâmpadas mais fracas na luz de tecto, deixando as de maior potência para pontos específicos, como a secretária ou a mesa-de-cabeceira.

 

3. Climatização

 

No Verão, recorra à ventilação natural de noite, abrindo as janelas em lados opostos da casa.

 

Natureza

 

1. Praias

 

Não passeie nem estacione nas dunas e conserve a sua vegetação, utilizando sempre os passadiços.

 

2. Floresta

 

Não fume na floresta. Um cigarro mal apagado junto de vegetação seca é o suficiente para causar um grande incêndio.

 

3. Espécies protegidas

 

Nas viagens pelo estrangeiro, pense bem antes de adquirir objectos de carapaça de tartaruga, marfim, corais, plantas exóticas e animais selvagens, como os papagaios ou os répteis. A importação de certas espécies de animais ou plantas é considerada crime.

 

Resíduos

 

1. Reduzir, reutilizar e reciclar

 

Reduza o consumo, comprando apenas os produtos necessários e que sejam amigos do ambiente. Antes de reciclar, pode sempre reutilizar as suas embalagens no máximo possível

 

2. Compostagem Doméstica

 

Durante o processo de compostagem tenha atenção a factores como o arejamento, a temperatura e a humidade. Escolha um local próximo de casa, abrigado do vento e da chuva.

 

3. Outros resíduos

 

Entregue as suas radiografias numa fábrica durante as campanhas de recolha e não as deite no lixo, pois são nocivas para o ambiente.

 

Transportes

 

1.Mobilidade sustentável

 

Caso tenha de utilizar o automóvel, partilhe-o sempre que possível, de modo a diminuir o número de veículos que diariamente circulam nas cidades.

 

2. Veículos ecológicos

 

Para minimizar o impacto ambiental do seu automóvel, pondere a hipótese de o adaptar para veículo bi-fuel, combinando gasolina com GPL.

 

3. Eco-condução

 

Evite acelerações e travagens bruscas ou desnecessárias. Grandes variações de velocidade implicam maiores gastos em combustível.

 

Viagens

 

1. Locais e prendas

 

Experimente o Turismo de Natureza, que promove o contacto com áreas naturais e zonas protegi- das, e informe-se sobre a biodiversidade e os costumes locais.

 

2. Comboio

 

A substituição do avião pelo comboio, quando aplicável, torna-se ainda mais importante nos trajectos de longo curso.

 

3. Avião

 

Prefira os operadores que transportam mais passageiros por avião, mesmo que isso obrigue a viajar na classe económica.