É Para Exportar Electrodomésticos Meireles presentes em 30 países

Electrodomésticos Meireles presentes em 30 países

A Meireles é líder ibérica no segmento dos fogões. Fundada em 1931, a Meireles fabricou o primeiro fogão eléctrico português. Actualmente exporta 40% das vendas para mais de 30 países.
Electrodomésticos Meireles presentes em 30 países

A Meireles é uma empresa portuguesa que produz e comercializa electrodomésticos. Fundada em 1931, a empresa fabricou o primeiro fogão eléctrico português. Hoje é líder ibérica no segmento dos fogões e tem uma posição relevante no Médio Oriente e em Angola. Em Espanha, a Meireles tem uma filial em Madrid com uma rede de delegados de vendas e um responsável comercial.

 

O mercado espanhol representa 50% das exportações da Meireles. Nos restantes mercados, a Meireles contacta diretamente com os clientes através da presença em feiras internacionais e de parcerias com distribuidores locais. Os fogões são o negócio principal da empresa com um peso de 80% nas exportações. A restante fatia inclui fornos, placas, exaustores, frigoríficos, micro-ondas e outros eletrodomésticos.

 

Os fogões são adaptados à cultura gastronómica de cada país. Para o Médio Oriente, a empresa desenvolveu fogões com fornos de 120 litros de capacidade para assar peças inteiras como o cabrito ou o cordeiro, para o mercado espanhol, fogões com três zonas de aquecimento, sendo uma de grande dimensão para cozinhar a típica ‘paella’ e para a Índia uma placa com potência mais elevada de 4 mil watts para utilizar os ‘woks’ indianos.

A vasta gama de produtos inclui ainda um fogão com dois fornos para o mercado inglês que permite cozinhar duas opções em simultâneo, um forno com painéis catalíticos para o mercado francês que facilitam a limpeza após cozinhar e um forno com dupla ventilação para a Austrália.

 

Além da adaptação ao tipo de gastronomia também a variedade de cores e o design do produto são atributos valorizados pelos clientes. A Meireles concebeu um fogão específico para o mercado russo com manípulos dourados e uma linha de fogões com quatro cores: azul, vermelho, preto e bege. Uma linha desenvolvida para o segmento mais jovem e para mercados como a Austrália e África do Sul que gostam de cozinhas coloridas. Uma aposta na diversidade e inovação que permitiu atingir uma quota de exportação de 40% para mais de 30 países.

FUTURO – AUMENTAR AS EXPORTAÇÕES (MAIS 10 MILHÕES EUROS ATÉ 2020)

 

O objectivo da Meireles é aumentar o valor das exportações para 10 milhões de euros até 2020. Uma meta que inclui a conquista de alguns mercados do Benelux e da Europa de leste, nomeadamente, na região dos Balcãs. Assim como, a angariação de novos clientes na América do Sul, mais concretamente, no Peru e na Colômbia.

 

Nos últimos 10 anos a Meireles investiu no aumento da capacidade produtiva para manter o ritmo de crescimento das exportações e dar resposta às solicitações dos vários mercados.


Perguntas a … Bernardino Meireles, presidente

"Produzir fogões inteligentes"


Quando começaram a exportar?
Iniciamos a exportação na década de 90 após consolidarmos a liderança no mercado nacional.

Quais os investimentos efectuados?
A entrada nos mercados obrigou a investimentos consecutivos. Desde os anos 80 que a Meireles investe todas as décadas, quer no aumento do espaço físico, quer em novas máquinas e consequentemente no aumento de colaboradores.

Qual o projeto mais desafiante?
Talvez o mais desafiante tenha sido o desenvolvimento de um produto específico para o mercado russo. Um fogão preto e bege com uma linha rústica e manípulos e relógio dourados.  

Qual o projecto de futuro?
Produzir electrodomésticos "inteligentes" conectáveis com outros equipamentos pessoais como telemóveis e ‘tablets’, para que, por exemplo, possam ser comandados à distância.



BI da empresa

Nome e fundação: Meireles, 1931
Produto: Electrodomésticos
Localização: Paredes
Vendas (2016): 20 milhões €
Nº trabalhadores: 200
Exportação: 40% vendas
Principais mercados: Espanha, Angola e Arábia Saudita