É Para Exportar Sanindusa exporta 70% das vendas para 85 países

Sanindusa exporta 70% das vendas para 85 países

É um dos maiores grupos sanitários da Europa. A partir das cinco fábricas em Portugal o grupo produz todas as peças para casa de banho. O “design” inovador dos produtos já conquistou clientes nos quatro cantos do mundo.
Sanindusa exporta 70% das vendas para 85 países

A Sanindusa é um dos maiores grupos de sanitários da Europa. Fundada em 1991, a empresa distingue-se pelo "design" inovador. A aposta na exportação assenta numa oferta completa para casa de banho.

A estrutura produtiva da Sanindusa inclui cinco fábricas situadas na região de Aveiro e em Cantanhede (Tocha), uma de torneiras e acessórios, outra de banheiras e bases de chuveiro em acrílico e três de sanitários em cerâmica. A fábrica de sanitários situada na Tocha representou um investimento de 30 milhões de euros em tecnologia de ponta.

Cerca de 85% da produção de cerâmica é realizada através de tecnologia de enchimento de alta pressão em moldes de resina e, apenas 15% é feita de modo tradicional em moldes de gesso.


Esta tecnologia tem várias vantagens competitivas: uma qualidade superior, nomeadamente, na uniformização da dimensão das peças, custos de mão-de-obra mais reduzidos e uma área de produção significativamente menor comparativamente à da tecnologia convencional. Além das cinco fábricas em Portugal, a Sanindusa tem uma filial em Itália e outra em Inglaterra, e uma empresa em Espanha.

A aquisição da empresa ‘Unisan’ em Espanha foi um passo importante para conquistar o mercado espanhol e iniciar o processo de internacionalização.

Hoje o mercado espanhol e o mercado europeu representam 15% e 60% das vendas, respetivamente. O design inovador dos produtos permitiu a entrada em diversos países. Exemplos de sucesso são a série ‘Alfa’ e a linha ‘WCA’. A ‘Alfa’ foi a primeira linha de sanitários desenvolvida pela empresa, as linhas ovalizadas revolucionaram o mercado e foram um enorme sucesso.


A linha ‘WCA’, desenhada pelo arquiteto Carvalho Araújo, obteve os prémios ‘Design Plus Award’ na Alemanha e o ‘Good Design Award’ em Chicago, em 2005. Emanuel Rufo, Melissa Vilar e Suzana Nobre, criativos industriais da Sanindusa, são também responsáveis por algumas séries premiadas. Estas distinções contribuíram para a notoriedade e divulgação da marca a nível internacional.


Em 2016, a Sanindusa atingiu vendas de 40 milhões de euros e exportou 70% do que produz para 85 países.


 

FUTURO – CRESCER 7% AO ANO NAS EXPORTAÇÕES

 

Até 2022 o objectivo é aumentar a quota de exportação para 90% das vendas, mantendo a aposta num "design" inovador. A Sanindusa está a desenvolver produtos específicos no segmento de cozinha para o mercado dos Estados Unidos como lava-louças em cerâmica.

O grupo espera duplicar as vendas no segmento de cozinha não só no mercado norte-americano como também nos mercados do centro da Europa, mais concretamente, no inglês e alemão. Além disso, outra prioridade é aumentar as vendas na Rússia, reactivando a antiga filial nesse país, na Costa do Marfim, e no Médio Oriente, em países como o Iraque e o Irão.


Perguntas a… Álvaro Amaral, administrador

"Equipamos aldeias olímpicas"

Quais os projectos especiais?
Alguns dos projectos mais emblemáticos incluem os jogos olímpicos de Atenas e de Londres em 2004 e 2012. A Sanindusa foi a empresa seleccionada entre cinco grandes empresas internacionais para equipar as aldeias olímpicas. Outros projectos incluem a aplicação de produtos em cadeias de hotéis internacionais como o Sheraton, Meliá, Marriott, Hilton e Pestana, entre outros.    

Qual a importância da investigação e desenvolvimento (I&D)?
A Sanindusa investe, por ano, mais de 2 milhões de euros em I&D. Todos os anos são lançados novos produtos. Acabamos de desenvolver as sanitas ‘rimflush’ cuja distribuição de água permitem uma lavagem perfeita de toda a bacia, e acabamentos hifrofóbicos que reduzem a adesão de bactérias às superfícies das peças cerâmicas.

Qual o próximo lançamento?
Estamos a trabalhar num novo projeto que demos o nome de ‘washlet’. Além do conforto superior da sanita, o tanque será multifuncional. A sanita poderá ser utilizada como bidé, programada pelo utilizador e será integrada num sistema de recuperação de urinas que, posteriormente, poderão ser utilizadas noutras indústrias.



BI da empresa

Nome da empresa, fundação: Sanindusa, 1991
Local: Aveiro
Produto: Produtos para casa de banho   
Vendas 2016: 40 milhões de euros
Exportações: 70% da vendas
N.º de trabalhadores: 460
Principais mercados: França, Alemanha e Espanha.