Gestão de Frotas 2018 Na linha da frente

Na linha da frente

Grupo está actualizado no que toca a alterações legislativas e novas tendências. Para fazer frente aos novos desafios do “renting”, a marca moderniza o ALD sharing, ministra cursos de ecocondução e não só.
Na linha da frente

No mercado português desde 1992, a ALD Automotive tem sempre tentado dar resposta às necessidades de mobilidade dos seus clientes. A marca converteu-se num dos operadores "mais inovadores do mercado, implementando os últimos avanços tecnológicos, através de ferramentas digitais e aplicações móveis que permitem apoiar e aumentar o nível de segurança dos condutores, optimizar custos e facilitar a gestão dos veículos dos seus clientes", diz Manuel de Sousa, destacando ainda a "iniciação e a implementação de um novo sistema operativo de backoffice e a remodelação das instalações, na sede e no Porto".

 

O director-geral da ALD Automotive em Portugal acrescenta que, em 2017, se alargou a oferta a um "target" mais atento ao "renting", com um produto adaptado ao cliente particular. Por tudo isto, fala em "excelentes resultados" da marca em Portugal.

 

Ambiente

 

Diversas organizações têm políticas e procedimentos de responsabilidade ambiental rigorosas que são transpostas para os relatórios de contas. Como se traduz essa preocupação na gestão de frotas destas empresas? O Grupo ALD Automotive procura manter-se na linha da frente nas alterações legislativas, novas tendências e no impacto que têm na alteração de comportamentos. Para fazer frente aos novos desafios do mercado do "renting", a marca aconselha os clientes, disponibilizando ofertas de mobilidade inovadoras, em serviços como o "ALD sharing ou medidas de aconselhamento ambiental, como cursos de ecocondução dedicados e importantes auxílios de consultoria na definição de tipologias mais adequadas à utilização e perfil de cada condutor". "Concretamente, na selecção de veículos, o serviço de consultoria assume elevada importância", realça.

 

Manuel de Sousa diz ainda que a empresa trabalha para encontrar soluções, que permitem aos clientes "optimizar custos e manter valores equilibrados de rendas". "A adequabilidade das viaturas às reais necessidades racionalizando custos, uma contratação de serviços exigente e eficiente, a escolha do melhor binómio prazo/quilometragem", e não só, garantem o custo mais baixo.

 

Quanto aos desafios para o futuro, a nível internacional, a perspectiva para 2018 será de "um crescimento entre 8% e 10%, na frota total". Será igual na ALD Automotive Portugal, que quer "manter o forte crescimento em 2018 e com a perspectiva de continuar a trabalhar em várias frentes" para atingir os objectivos a que se propõe, no que toca à mobilidade dos clientes. Faz também parte dos planos auxiliá-los "numa gestão mais eficiente dos seus recursos".




pub