Gestão de Frotas 2018 Sector em crescimento

Sector em crescimento

Análise SWOT mostra um mercado com vitalidade, que responde bem aos desafios como é o caso das novas tecnologias.
Sector em crescimento

Como se faz com uma empresa ou com outra área de negócio, pediu-se aos actores deste mercado uma análise SWOT (Forças, Fraquezas, Oportunidades e Ameaças) ao sector da gestão de frotas do país. Manuel de Sousa, director-geral da ALD Automotive em Portugal, explica que, nas oportunidades, pode referir-se "a continuidade de um sector em crescimento, mais direccionado para a mobilidade global dos seus clientes, apresentando soluções únicas para usufruir de novas tecnologias, seja de partilha ou de veículos alternativos". "O ponto forte é o facto de o cliente poder experimentar estas tecnologias sem qualquer risco." O sector está também empenhado em "encontrar soluções" para as crescentes necessidades dos particulares, com ofertas diferenciadas e exclusivas a esta tipologia. "O ‘renting’ continuará como um produto atractivo para clientes empresas e cada vez mais também para clientes particulares."

 

Em relação às ameaças, Manuel de Sousa clarifica que "é um mercado que tem vindo a crescer e a registar uma evolução positiva em termos de produção, dados reveladores de um sector que consegue dar resposta aos desafios que lhe têm sido apresentados!" O primeiro desafio está na aceitação de "novos serviços de mobilidade alternativa, que nem sempre é fácil e imediata". A ALD Automotive investe em tecnologia para que estas soluções sejam possíveis, assegura. "Estamos preparados. Temos um leque de novos serviços para oferecer. Estamos aptos a responder aos novos desafios de mobilidade, mas o mercado tem de acompanhar e responder a esta nova tendência", recorda.

 

O segundo desafio diz respeito à evolução tecnológica neste mercado na procura por tecnologias mais limpas. O cliente quer cada vez mais informação online que lhe permita consultar informação e decidir na hora, sobretudo através do smartphone. O responsável não termina sem mencionar "os elevados constrangimentos no que respeita à protecção de dados".

 

As cautelas necessárias

 

Segundo a análise SWOT feita por Nuno Barjona, head of Marketing & New Mobility da Europcar Portugal, o sector tem tido um bom crescimento nos últimos anos. "Sabemos que os ciclos acontecem e por isso temos de ser cautelosos. Receamos que outros destinos turísticos se estejam novamente a tornar bastante atractivos e isso será mau para o nosso sector", prevê e prossegue. "Estamos a investir fortemente na digitalização de processos e temos de apostar no desenvolvimento contínuo dos canais digitais como, por exemplo, no mobile. A nova geração de clientes está a usar e a potenciar a utilização dos seus smartphones."




pub