Importações e Exportações 2017 Exportações a crescer são boa oportunidade para o país

Exportações a crescer são boa oportunidade para o país

Há um quarto de século em Portugal, a GEFCO tem vindo a fazer crescer o seu negócio adaptando-se às necessidades do mercado e dos seus clientes. Com o aumento das exportações, aumenta a procura por uma logística eficiente.
Exportações a crescer são boa oportunidade para o país
José da Costa Faria, director Comercial & Marketing da GEFCO Portugal

Corria o ano de 1992 quando a GEFCO Portugal abriu portas, tendo então iniciado a sua actividade com a distribuição de veículos Peugeot e Citroën a partir da agência de Setúbal. Nestes cerca de 25 anos, a empresa tem vindo a evoluir paulatinamente, adaptando-se também às necessidades do sector da logística nacional e direccionando a sua oferta neste campo.

 

Em entrevista ao Negócios em Rede, José da Costa Faria, director Comercial & Marketing da GEFCO Portugal, falou da realidade que vive o sector da logística nacional. Diz José da Costa Faria que "o aumento das exportações é sempre uma excelente oportunidade de desenvolvimento para o país no seu conjunto".

 

Na realidade, os exportadores "necessitam de uma logística eficiente para fazer chegar os produtos aos seus clientes" pelo que "os operadores logísticos são um factor de competitividade do país e obviamente que as exportações são uma excelente oportunidade de desenvolvimento do sector".

 

José da Costa Faria recorda que, à medida que os produtos exportados incorporam mais valor e mais sofisticação, "é também exigível à logística mais e melhores serviços nos quais a qualidade do produto seja sempre preservada e os prazos de entrega sejam escrupulosamente cumpridos". Contas feitas, estaremos também a falar de uma "melhor logística".

 

Em termos de desafios neste sector, e entre os principais, contam-se "custos competitivos, recursos humanos conhecedores das novas tendências do tecido exportador, sistemas de informação adequados, cobertura geográfica global, resiliência e capacidade para gerir a mudança", diz José da Costa Faria.

 

Este responsável fala ainda do facto de os transportes serem "um elo, um sistema da cadeia logística". Na realidade, "não há transportes fora da cadeia logística, nem existe logística sem transportes", ou seja, a logística deve, desde logo, ser analisada e gerida de forma holística e integrada, tendo sempre em conta que "uma decisão num dos elos da cadeia afecta directamente todas as outras componentes".  

 

Em termos de negócio puro da GEFCO, é certo que este se divide a meio entre logística de importação e exportação, revelou o responsável da empresa que disse ainda: "Se a tendência de crescimento das nossas exportações continuar, é previsível que o volume de negócios de exportação aumente relativamente aos fluxos de importação."

 

Integrada num grupo multinacional, a GEFCO conta com presença nos quatro cantos do mundo. A este propósito, José da Costa Faria lembra que "os grupos internacionais asseguram a cobertura geográfica necessária, o ‘know-how’ dos mercados de destino e a dimensão necessária à competitividade".


A GEFCO em números

4,2
mil milhões de euros foi o volume de negócios do grupo 

62
milhões de euros de facturação da GEFCO Portugal em 2016

234
Colaboradores

7
Agências

66
Linhas internacionais

121.881
Veículos transportados

7.200
Superfície de armazenagem (m2)







pub