MBA 2018 O profissional decide

O profissional decide

Altura indicada para se fazer um MBA é quando o profissional quer “investir em formação” - Católica Porto Business School.
O profissional decide

Haverá um momento adequado durante a carreira para fazer um MBA? A altura indicada tem desde logo de dar resposta ao perfil do candidato a um MBA, diz Ana Côrte-Real, "associate dean" para a formação executiva da Católica Porto Business School. A docente explica que na sua escola, e no âmbito do MBA Executivo, procuram profissionais com formações e experiências diversificadas e provenientes de vários sectores de actividade, com experiência no mundo empresarial e que pretendam reforçar ou adquirir competências em gestão. "O MBA Executivo destina-se a gestores e quadros de empresas e instituições que procuram elevar o seu nível de competências e sejam titulares de uma graduação superior reconhecida, possuam preferencialmente uma experiência profissional de cinco anos, nunca inferior a três, e com bons conhecimentos de língua inglesa."

 

A altura indicada acontece quando o profissional quer "investir em formação" para alcançar posições de liderança, desempenhar melhor a sua função e potenciar o seu impacto na sociedade.

 

Objectivos

 

A Católica Porto Business School tem um MBA full-time (MBA Atlântico) e um MBA part-time (MBA Executivo), que permite acumular estudos e actividade profissional.

 

Sobre os objectivos, o MBA Atlântico pretende ser "um espaço de partilha de conhecimento, mas também de cooperação entre estudantes, professores, universidades e empresas". É um programa que liga países que partilham um passado histórico comum, capaz de respeitar e promover a diversidade social e cultural de cada um. E constitui-se num "instrumento para uma rede de diplomacia económica que contribui para o desenvolvimento e para o aprofundamento das relações entre os povos". "É nossa missão formar futuros gestores de topo, numa visão económica alargada dos países de expressão portuguesa, incutida pela vivência plena das suas diferenças e aproveitando o principal activo que nos une – a língua portuguesa."

 

O MBA Executivo tem como objectivo ser "um programa de liderança transformacional com a missão de desenvolver líderes que pretendam ter um impacto positivo na sociedade, melhorando a qualidade da gestão das empresas portuguesas e internacionais". Este programa combina "professores de excelência, nacionais e internacionais", com forte interacção com as empresas, "no âmbito do Clube de Empresas do MBA Executivo, o que reforçará a sua aprendizagem e capacidade de liderança". E trabalha projectos reais de diferentes organizações – "start-ups tecnológicas, PME e grandes grupos empresariais".

 

Refira-se que o MBA Executivo foi reformulado, propondo-se agora a desenvolver uma plataforma inovadora de "investigação–aprendizagem–ensino". Assim, as alterações estão associadas a: "Criação de um Clube de Empresas; avaliação 360° de cada participante, no início e no final, do MBA; nova estrutura curricular assente em três blocos; novo formato de funcionamento; semanas internacionais; criação de uma equipa tutorial de oito professores; e manutenção do reforço das soft skills."




pub