Microsoft Flexibilidade e eficiência com um toque de cloud

Flexibilidade e eficiência com um toque de cloud

A necessidade de gerir um volume crescente de informação, com maior rapidez e flexibilidade, levou a EDP a escolher uma solução de cockpit financeiro da Microsoft em detrimento de outras ferramentas de business intelligence do mercado.
Flexibilidade e eficiência com um toque de cloud

Nuno Chung: "A face mais visível desta grande transformação é o rigor e a robustez com que passámos a tratar a informação". 

 

 

A EDP dispensa apresentações. É uma das marcas mais reconhecidas em Portugal e faz parte integrante da vida de todos os portugueses, com uma actividade que passa pela produção e distribuição de electricidade e a distribuição de gás natural, assim como comercialização e trading.


As operações estão divididas entre várias empresas do grupo, somando vinte unidades de negócio com presença em 13 países. E a extensão e a competitividade do sector fazem com que a necessidade de informação para a gestão seja cada vez maior, não se compadecendo com a demora no apuramento de indicadores que fazia parte das regras vigentes há alguns anos.


"Há uma década a informação era essencialmente financeira, com um cariz operacional. Hoje as exigências são diferentes, e há um volume incomparavelmente superior" explica Nuno Chung, director da área de Planeamento e Controlo de Gestão da EDP. De um grande enfoque na informação anual, com o relatório financeiro, e um crescente pendor para a informação trimestral, o ritmo acelerou. "Hoje em dia vivemos com informação não só semanal, mas diária. A gestão não está disposta a esperar pelo fim do mês para saber se o negócio está a correr", justifica.


A evolução na quantidade e periodicidade da informação produzida criou desafios novos e, nos últimos anos, a EDP tem procurado novas ferramentas para substituir as folhas de Excel onde os indicadores de negócio iam sendo compilados.


As alternativas que foram sendo avaliadas nunca satisfizeram totalmente a Direcção de Planeamento e Controlo de Gestão, mas em 2013 com a proposta da Microsoft de criar um cockpit financeiro, com dados alojados na cloud e utilização das novas ferramentas do Office, a mudança passou a fazer sentido. O projecto surgiu no âmbito da transformação que a EDP está a fazer para o Office 365 e para a cloud, mas encaixou na perfeição nos objectivos definidos pela direcção de Nuno Chung.


"A palavra de ordem é sempre flexibilidade. No ambiente em que nós estamos, com o ritmo que mudamos indicadores e revemos os nossos relatórios, não podemos perder autonomia para fazermos estas mudanças. E quando a Microsoft apareceu, isto pareceu tudo fazer muito sentido", adianta Nuno Chung, explicando que o facto de tudo trabalhar em ambiente Microsoft ajudou a diminuir a resistência à mudança.


O projecto teve início em 2013 estando neste momento em fase de cruzeiro. "A face mais visível desta grande transformação é o rigor e a robustez com que passámos a tratar a informação. Perdemos muito menos tempo a receber, copiar e validar a informação e isso liberta-nos para outras tarefas de maior valor", detalha.

 

O objectivo é agora alargar a outras áreas de planeamento e controlo da EDP, partilhando as vantagens daquele que foi um projecto pioneiro na ligação à plataforma Azure da Microsoft e que é visto como uma aposta bem-sucedida.

 

 

_______________________

 

A ter em conta


Indicadores de negócio
A área de planeamento e controlo de gestão lida com dezenas de milhares de indicadores que são diariamente fornecidos pelas unidades de negócio, e que vão desde a quantidade de CO2 produzida ao volume de vento e água, que se somam também a dados comerciais de vendas e preços.


Mudar para a Cloud
A EDP está a fazer uma transição das ferramentas de Office e email para Office 365 e este projecto ajudou a enquadrar o recurso do Departamento de Planeamento e Controlo de Gestão à solução da Microsoft.


Confiança foi essencial
A confiança na plataforma Azure da Microsoft foi um elemento essencial para o projecto avançar, sobretudo tendo em conta que toda a informação financeira e comercial tem de obedecer aos requisitos de confidencialidade de uma empresa cotada.

 

 

_______________________

 


Indicadores operacionais à medida


O cockpit financeiro desenvolvido pela EDP em conjunto com a Microsoft permite à operadora de soluções energéticas reunir informação das várias áreas de negócio numa única base de dados de forma fácil e minimizando erros e duplicação de tarefas. Foi criado um portal para gerir o relacionamento com as várias áreas de negócio e desenhou-se um dashboard onde a gestão pode aceder a informação compilada a partir de dezenas de milhares de indicadores relacionados com as áreas operacionais e comerciais. A solução está suportada na plataforma Azure e usa ferramentas de ambiente Microsoft, o que diminuiu a resistência à mudança.