Oracle Digital Day A transformação digital na prática

A transformação digital na prática

São empresas que já deram o tiro de partida para a transformação dos seus negócios e a entrada no digital. EDP, Ministério da Educação e SIBS contam a sua experiência.
A transformação digital na prática

Ministério da Educação

As estratégias actualmente em vigor na área da educação resultam "de uma ampla adopção do conceito digital", explica Teresa Evaristo, subdirectora-geral da Direcção-Geral de Estatísticas da Educação e Ciência. Suportada em tecnologia Oracle, esta caminhada para o digital conta actualmente com "ferramentas que disponibilizam informação em tempo real sobre o que se passa nas escolas, sobre a vida estudantil e o percurso dos alunos e que dão ainda dados de gestão mais genéricos. Tudo, em conjunto, vai permitir melhorar a tomada de decisões".

Teresa Evaristo recorda que o trabalho surge facilitado quando se percebe que "trabalhamos para nativos digitais que rapidamente absorvem o que oferecemos".

 

SIBS

Trata-se de uma empresa cujo ADN conta com uma forte componente electrónica. Conforme recorda Teresa Mesquita, head of product management da SIBS, "nascemos para facilitar as transacções monetárias e a digitalização é só mais um passo natural". Com a experiência de compra a mudar e as expectativas dos clientes também, a SIBS sentiu necessidade de avançar com novos projectos, como o MB Way que coloca o cartão multibanco no telemóvel. Tirando partido da tecnologia Oracle, a SIBS tem vindo a acompanhar não só as necessidades dos consumidores "como também as das empresas que procuram processos de pagamento mais adequados".

 

 

EDP

A transformação digital e a "cloud" são verdadeiras revoluções que impactaram na EDP, essencialmente, em quatro áreas distintas: na produção de energia, na área IoT – que permite disponibilizar contadores inteligentes –, na gestão da rede e nos aspectos regulatórios. Associado a tudo isto, "surge ainda a necessidade de garantir segurança e minimizar as fragilidades do serviço", recorda Filipe Lucas, director de arquitecturas da eléctrica. Em todo este processo, o papel da Oracle "tem sido o de um parceiro fundamental que nos ajudou a fazer toda a avaliação antes de avançar e a trabalhar no seu desenvolvimento, bem como na gestão das bases de dados". 


pub