Seguros 2018 Facturação de corretores de seguros em Portugal a subir

Facturação de corretores de seguros em Portugal a subir

Estudo indica que o aumento é de 3,4% em 2017, para 122 milhões de euros. Maior parte dos prémios de seguro directos mediados em 2016 correspondeu ao ramo não vida.
Facturação de corretores de seguros em Portugal a subir

A facturação dos corretores de seguros em Portugal aumentou 3,4% em 2017, para 122 milhões de euros, face ao ano anterior, revela um estudo recente divulgado pela Informa D&B. O estudo refere também que em 2016 o volume de negócios situou-se em 118 milhões de euros, mais 4,4% em relação ao precedente. Já o volume de prémios de seguros mediados pelos corretores teve um crescimento de 5,2% em 2016, alcançando 876 milhões de euros, próximo do máximo de 883 milhões em 2008.

 

O estudo destaca também que a maior parte dos prémios de seguro directos mediados em 2016 pelos corretores de seguros (83%) correspondeu a seguros do ramo não vida. A penetração dos corretores no mercado de seguros em Portugal foi de 8,6% em 2016, a maior percentagem desde 2002, quando se fixou em 9,3%. O número de mediadores de seguros em Portugal tem vindo a diminuir nos últimos anos, tendo passado de 27.100 em 2009 para menos de 21.500 em 2016, ano em que se registou uma redução de 5,8%, face ao ano anterior.

 

Quanto ao número de empresas de corretores, observa-se também uma tendência descendente, tendo-se situado em 2016 em 71, menos uma do que no ano anterior e menos 17 do que em 2011. Cerca de 60% do total dos corretores têm um quadro de pessoal até dez empregados e só 18% emprega mais de 30 trabalhadores. Os cinco primeiros operadores tinham uma quota de mercado conjunta 50,4% em 2016, que aumentou para 71,1%, caso se considere o grupo dos dez maiores corretores a operarem no mercado português.