transportes e logística Optimizar o movimento de carga com inovação

Optimizar o movimento de carga com inovação

Seguindo a tendência de inovação do sector da logística, a Jungheinrich assume um compromisso com o desenvolvimento de soluções que correspondam às necessidades dos clientes.
Optimizar o movimento de carga com inovação
A Jungheinrich Portugal, subsidiária da alemã Jungheinrich, está presente no nosso país há cerca de 18 anos e conta com 70 colaboradores. De acordo com Mark Wender, managing director da Jungheinrich Portugal, a empresa tem procurado dar resposta às novas tendências de intralogística que passam pela digitalização e automação, aliadas às soluções tecnológicas interligadas, de forma a optimizar os fluxos de materiais e processos de trabalho na área da logística.

"A inovação em equipamentos de movimentação de carga, tecnologia de armazenagem e de fluxo de materiais continua a guiar o negócio da Jungheinrich", que aposta no desenvolvimento de soluções sustentáveis e rentáveis que vão ao encontro das necessidades específicas dos seus clientes. Neste sentido, a empresa desenvolveu uma gama de soluções de rede e sistemas de assistência inteligentes, com destaque para o novo sistema remoto Jungheinrich easyPILOT para apoio do processamento de pedidos manuais no "order picker" horizontal ECE, que segundo Mark Wender permite uma "melhoria significativa no desempenho da recolha tornando ao mesmo tempo o trabalho do condutor mais fácil, e, além disso, ajuda a optimizar soluções digitais para a rede flexível de frotas de equipamentos, incluindo a aplicação de serviço da Jungheinrich Call4Service".
cotacao A inovação em equipamentos de movimentação de carga, tecnologia de armazenagem e de fluxo de materiais continua a guiar o negócio da Jungheinrich.  Mark Wender  managing director da Jungheinrich Portugal
Entre as novidades está também a tecnologia 2Shifts1Charge, que permite aos empilhadores trabalharem dois turnos seguidos, sem que a bateria tenha de ser trocada ou sem que tenha de ser feita uma carga intermédia. Trata-se de uma vantagem que permite poupar tempo de utilização e energia, aumentar o desempenho dos equipamentos e reduzir os custos operacionais das empresas. "Isto só é possível devido a uma maior resistência das baterias, o que se traduz numa redução significativa de tempo de utilização e de custos, uma vez que não há necessidade de haver estações de troca e baterias de substituição, além de proporcionar uma maior durabilidade das baterias", sublinha Mark Wender.

A par desta inovação, a Jungheinrich apresentou este ano o sistema de gestão de armazém WMS 2.0, o preparador de encomendas ("order picker") vertical EKS 110, com um novo design e maior produtividade e o novo empilhador a diesel/gás de grandes capacidades. A empresa desenvolveu ainda o seu próprio sistema de baterias de iões de lítio para equipamentos 48 V, uma tecnologia completamente livre de manutenção, que devido ao seu tamanho mais compacto e leve permitiu a criação do Stacker EMD115i / 118 de elevação dupla, o "stacker" universal mais pequeno da sua classe.






pub