António Martins da Costa: "Este prémio tem a ver com a sustentabilidade"

Em dez anos a EDP Distribuição investiu 3 mil milhões de euros e melhorou em dez vezes a qualidade de serviço aos seus clientes.
António Martins da Costa: "Este prémio tem a ver com a sustentabilidade"
António Martins da Costa, administrador da holding do Grupo EDP.
David Martins
Filipe S. Fernandes 28 de dezembro de 2017 às 16:13
Entrega do Prémio EDP Energia Elétrica e Ambiente

A sustentabilidade é um dos vectores principais deste prémio, que "tem muito a ver com a sustentabilidade, a que o Grupo EDP tem dedicado uma atenção muito particular.

Não é por caso que é líder em sustentabilidade no Dow Jones Sustainability Index" referiu António Martins da Costa, administrador da EDP, holding que gere o grupo, na entrega de Prémio EDP Energia Eletrica e Ambiente, que se realizou no Convento do Beato em Lisboa.

Sublinhou que a sustentabilidade "é um esforço muito grande e o culminar do trabalho de muitas equipas que olham para todas as vertentes da sustentabilidade sejam o ambiente, a sustentabilidade económica, que é o primeiro pilar para garantir a sustentabilidade de qualquer actividade, e a responsabilidade social".

300 milhões de euros ano

Considerou que a EDP Distribuição "é uma empresa nuclear dentro da actividade do grupo EDP na qual este coloca anualmente cerca de 300 milhões de euros para investir naquilo que é o melhoramento e expansão da rede e garantia da qualidade do serviço prestado. Em dez anos estamos a falar em 3 mil milhões de euros" disse António Martins da Costa.

Mas destacou que nestes dez anos a EDP Distribuição conseguiu melhorar a qualidade de serviço aos seus clientes em dez vezes. "Há um indicador que é seguido internacionalmente que é o tempo de interrupção anual. Há cerca de dez anos cifrava-se em 600 minutos, hoje em dia está em cerca de 60 minutos. Isto alinha a EDP Distribuição com as melhores referências internacionais a nível europeu" mostrou o administrador da EDP.

A EDP Distribuição mostrou ainda grande eficiência pois "diminuiu em 40% o preço do kilowatt/hora e o custo do seu funcionamento". Uma das suas notas foi ainda a inovação em que a EDP Distribuição também aposta e que é a rede inteligente. "Neste momento já estamos a falar em mais de um milhão e 200 mil consumidores que têm instalados contadores inteligentes em suas casas " concluiu António Martins da Costa.





A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
comentar
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
pub