Bandeiras do PCP e Bloco só gastaram 20% da folga de Centeno?

Descongelamento das carreiras, IRS e pensões previstos no OE só implicaram mais 300 milhões de euros de despesa face ao previsto no Programa de Estabilidade. Trata-se de menos de 20% da folga que Mário Centeno dispunha e que serviu para reforçar investimento e gastos com consumos intermédios. Rui Peres Jorge, jornalista do Negócios, explica o que está em causa?
A carregar o vídeo ...
Negócios 24 de outubro de 2017 às 15:24