Disputa renhida pela liderança até ao último dia do Jogo da Bolsa

A aposta no gás natural levou Diego Valente ao primeiro lugar da classificação e dificilmente será superado por Pedro que liderou grande parte do Jogo da Bolsa.
Disputa renhida pela liderança até ao último dia do Jogo da Bolsa
Negócios 09 de dezembro de 2016 às 09:45
A disputa pelos lugares cimeiros do Jogo da Bolsa vai prosseguir até ao último dia da competição, que se assinala esta sexta-feira. Depois de ter liderado a classificação quase desde o início, Pedro Costa surge agora na segunda posição, com uma valorização acumulada na sua carteira de 270,3%. O gerente comercial de 47 anos foi superado por Diego Valente (no Jogo da Bolsa assume o nome de código Opresi) e dificilmente apanhará este engenheiro de 49 anos do Porto.

O actual líder da classificação (ganho de 382,8%) joga desde o primeiro ano em que se realiza o Jogo da Bolsa. Apesar de se ter mantido fora da competição durante alguns anos, Diego afirma que participa "para fazer avaliação de risco e para ver outro tipo de produtos que possam ter interesse, com alguma alavancagem".

A estratégia de Diego tem recaído sobre contratos de gás natural. "O gás atingiu este ano, em Setembro, o maior volume de acumulação nos Estados Unidos de sempre" - explica - "e tendo em conta as previsões meteorológicas para os Estados Unidos, e tendo em conta o preço a que estava o gás natural, eu achei que tendo um inverno normal haveria uma subida de preço e um maior consumo de gás; que foi o que se verificou".

Diego tem "a expectativa de sair vencedor". No entanto, o jogador tem em conta o desempenho dos restantes jogadores e tem a noção que um acontecimento fora do normal possa influenciar a sua classificação.

Para os últimos momentos do jogo, o jogador actualmente no topo da classificação afirma que pode vir a inverter a sua posição. "Porque de resto não acredito que haja muitas alterações, na minha estratégia pelo menos; a não ser que haja algum acontecimento completamente fora do normal que me obrigue a mudar de estratégia ou fechar posições", conclui.

No topo da classificação são seis os jogadores que surgem com valorizações acima de 200%, disputando ainda um lugar no pódio.

Ao contrário de outros jogadores veteranos no Jogo da Bolsa, Daniel Malhado, estudante de 20 anos, está a jogar pela primeira vez na competição. "Um colega meu falou-me do jogo e eu decidi arriscar", confessa. O jogador encontra-se na terceira posição da classificação do ISCTE, com uma valorização na sua carteira de 49,5%. No topo da mesma tabela continua João Gabriel, o estudante de Gestão da Bolsa e Mercados Financeiros que entra na competição pelo segundo ano. 


JOGO DA BOLSA

Até 9 de Dezembro

As classificações do Jogo da Bolsa são actualizadas diariamente. Em primeiro lugar, um "top" é publicado no Negócios e às 14 horas a listagem total é publicada no Jornal de Negócios Online (www.negocios.pt). Para o efeito, todos os dias é retirada uma classificação provisória da classificação geral, a classificação universitária e da classificação Universo ISCTE Business School. Depois, todas as terças-feiras, é divulgado o vencedor semanal. Na primeira semana, o vencedor da classificação é quem ficar à frente na classificação geral. Nas semanas seguintes, o vencedor da semana pode não corresponder ao líder do jogo. Saiba quais são os prémios desta edição do Jogo da Bolsa em http://jogodabolsa.negocios.xl.pt/index.html.








A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar