Conheça os 15 projectos empresariais concorrentes ao prémio FLAD.EY BUZZ USA

As jovens empresas finalistas do prémio FLAD.EY BUZZ USA são provenientes de diferentes sectores, incluindo alguns tradicionais, apresentando diversos graus de maturidade e localização geográfica do Minho ao Algarve, embora maioritariamente no Litoral. Conheça os negócios e os rostos dos protagonistas de todas as candidaturas seleccionadas pelo júri do concurso.
Conheça os 15 projectos empresariais concorrentes ao prémio FLAD.EY BUZZ USA
Inês Lourenço
António Larguesa 08 de janeiro de 2018 às 12:06

Tome nota

Empresas finalistas com "sinalização"  e traços comuns

O administrador da FLAD, Jorge Gabriel, identificou algumas das principais características nos 15 projectos que se candidataram a este prémio, dividindo-as em aspectos positivos, negativos e a ter em atenção.

Percepção do negócio
Têm uma visão estratégica, conhecem o mercado e os concorrentes, têm uma ideia muito razoável de onde estão e para onde querem ir.

Espírito de cooperação
Demonstram uma capacidade interessante para constituir parcerias e tendem a cooperar mais, o que inverte a ideia de que as empresas trabalham por si só.

Perfil operacional
Parecem ter bastante atenção à execução e à parte das operações e nenhuma ideia vence se não se olhar à forma como a ideia pode ser executada.

Capacidade para exportar
No potencial para a internacionalização, as empresas têm produtos ou serviços que podem ser exportáveis para os Estados Unidos.

Inovação incremental
Há algum grau de inovação nos projectos concorrentes, mas são, na quase totalidade, de natureza incremental. Ou seja, "não é nada de muito disruptivo".

Comunicação básica
Nota-se alguma atenção cuidada à comunicação. Todas as empresas têm página na Internet e são razoavelmente elucidativas e claras quanto ao que a empresa faz.

Estrutura de capital debilitada
Empresas ainda têm uma estrutura financeira débil. Ainda não olharam muito para a sua estrutura de capital.

Propriedade intelectual esquecida
Projectos não focaram também na questão da propriedade intelectual e, nesse aspecto, são tão importantes as patentes como a gestão da propriedade intelectual.

Falta preparação técnica na gestão
Só uma das empresas candidatas tinha na sua estrutura directiva uma pessoa com formação de Gestão e MBA. Essa necessidade pode não se revelar quando ainda são pequenas, mas vai-se notar num futuro próximo.