Uma chuva de estrelas da saúde no Palácio Foz

Os prémios Saúde Sustentável premiaram, pelo sexto ano consecutivo, as melhores práticas na área da saúde. Francisco George recebeu o prémio com os quatro netos em palco.
Uma chuva de estrelas da saúde no Palácio Foz
Inês Lourenço
Bruno Simões 12 de outubro de 2017 às 14:51
Os prémios Saúde Sustentável foram entregues, pelo sexto ano consecutivo, no passado dia 3 de Outubro. A cerimónia, que teve lugar no Palácio Foz, em Lisboa, premiou os responsáveis de nove entidades, galardoadas em quatro áreas distintas e que receberam menções honrosas em cinco critérios distintos. O prémio Personalidade foi atribuído a Francisco George, que na próxima semana completa 70 anos e deixa de ser director-geral de Saúde.

A Farmácia da Cumieira, com o seu blister semanal que ajuda a organizar a vida a quem toma mais de cinco comprimidos por dia, venceu o prémio na categoria de Cuidados Primários. A equipa de cuidados paliativos domiciliários Bem-Humanizar, que está disponível 24 horas por dia, conquistou o galardão de Cuidados Continuados. A Raríssimas, que dá apoio a crianças e adultos com doenças raras, venceu nos Projectos Especiais e Integrados.

Já o prémio de Cuidados Hospitalares foi atribuído ao Hospital de Santarém, que implementou a consulta de acto único, em que, no mesmo dia, o doente é observado pelo médico, faz exames e regressa a casa com uma proposta de tratamento.
O vice-presidente da Sanofi, Josep Cattlà, pede que a indústria farmacêutica seja considerada um parceiro.
O vice-presidente da Sanofi, Josep Cattlà, pede que a indústria farmacêutica seja considerada um parceiro.
Inês Lourenço
Os prémios são atribuídos em parceria entre o Jornal de Negócios e a farmacêutica francesa Sanofi, e dão "visibilidade a projectos que por vezes ocorrem sem serem vistos na praça pública" e que "são esforços magníficos", de acordo com José Guita, da Accenture, empresa responsável pela metodologia de avaliação. Josep Cattlà, vice-presidente e responsável pelas relações públicas globais da Sanofi, implementou, em 2011, esta iniciativa em Portugal e Espanha. e, agora que vive em Paris, garante que continua a "seguir as edições anuais do prémio de saúde sustentável", e diz que tenta implementá-los "noutros países".

As menções honrosas distinguiram as unidades que se distinguiram em cada uma das cinco principais áreas de avaliação. O IPO do Porto, que tem 11 clínicas que abrangem todas as patologias de cariz oncológico, venceu na Qualidade Clínica e Resultados em Saúde. A Associação Dignitude, que disponibiliza medicamentos gratuitos para quem não os consegue pagar, foi premiada na Sustentabilidade Económico-Financeira.
José Guita, da Accenture, elogiou os projectos galardoados nesta iniciativa.
José Guita, da Accenture, elogiou os projectos galardoados nesta iniciativa.
Inês Gomes Lourenço
O Hospital de Cascais, o mais tecnologicamente avançado do país, que é gerido em parceria público-privada pelo grupo Lusíadas Saúde, levou a menção honrosa de Inovação e Tecnologias na Saúde. O Hospital de Braga, gerido em PPP pela José de Mello Saúde, foi premiado na Experiência do Cidadão, devido ao projecto Pimpolho, que faz o diagnóstico universal e gratuito da ambliopia às crianças da região. A fechar, o Centro Social Paroquial de Ribeirão levou a menção honrosa de Responsabilidade Ambiental, que premeia a inovadora terapia hortícula para ocupar os utentes com deficiência e incapacidade.

Francisco George levou os quatro netos ao palco

O momento alto da tarde chegou com a atribuição do prémio Personalidade a Francisco George, director-geral de Saúde, que abandona o cargo no próximo dia 19, dia em que faz 70 anos. A apresentação do vencedor esteve a cargo do ex-reitor da Universidade de Lisboa, António Rendas, que elogiou a carreira internacional na Organização Mundial de Saúde do seu colega de curso, que foi "essencial" para o sucesso na DGS. "Dessacralizaste as intervenções na área da saúde pública", acrescentou.

Quando foi receber o prémio, Francisco George fê-lo acompanhado dos quatro netos: Matilde, Maria João, Rodrigo e Henrique, e chamou também as suas duas subdirectoras-gerais, Catarina Sena e Graça Freitas. Mostrando-se agradecido pelo reconhecimento - "são momentos que culminam uma carreira", - George disse que a sustentabilidade na saúde "tem a ver com aquilo que fazemos hoje e que não pode prejudicar gerações futuras, seja no campo financeiro ou das políticas de saúde".


Os prémios

Os Prémios Saúde Sustentável premeiam as melhores práticas no sector da saúde em quatro áreas distintas.

Os vencedores

Hospital Distrital de Santarém
Cuidados hospitalares

Raríssimas - Associação Nacional de Deficiências Mentais e Raras
Projectos Especiais Integrados

Equipa Domiciliária de Cuidados Paliativos Bem-Humanizar
Cuidados Continuados

Farmácia da Cumieira
Cuidados Primários

Francisco George
Personalidade

Menções Honrosas

IPO Porto
Qualidade clínica e resultados em Saúde

Associação Dignitude
Sustentabilidade económico-financeira

Centro Social Paroquial e Social de Ribeirão - Casa de Santa Maria
Responsabilidade ambiental

Hospital de Cascais
Inovação e tecnologias na Saúde

Hospital de Braga
Experiência do cidadão





A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub