Anteontem
João Quadros Entrevista com o diabo 19.01.2018 João Quadros 144
Diabo: Tenho de confessar que me tem incomodado ser constantemente associado ao PSD. Não sei se é por ter esta cauda com formato de seta na ponta, mas eu quero deixar bem claro que sou apartidário.
Manuel Falcão A esquina do Rio 19.01.2018 Manuel Falcão
Rui Rio fez uma curiosa afirmação esta semana, depois de conhecida a sua vitória no PSD: "É preciso namorar bem para que o namoro dê certo."
Fernando Ilharco O lado mental dos recordes 18.01.2018 Fernando Ilharco
"Quem se atreve ganha" é o mote das forças especiais britânicas SAS, na linha da famosa passagem de Tucídides, da Grécia antiga, "a sorte favorece os audazes". 
Camilo Lourenço Ou o PSD muda de programa ou torna-se irrelevante 18.01.2018 Camilo Lourenço 318
José Miguel Júdice diz que o PSD corre risco de desagregação. Para os votantes no partido a previsão pode parecer irrealista. Mas será mesmo?
Armando Esteves Pereira António Costa pode ter dois amores  18.01.2018 Armando Esteves Pereira
Com Rui Rio na liderança do PSD, o cenário político fica diferente. Rio é o novo líder da oposição, mas também pode ser um aliado natural de António Costa.
Francisco Seixas da Costa Para além da língua 18.01.2018 Francisco Seixas da Costa
O fator Trump introduziu um grau de imprevisibilidade na estabilidade do relacionamento entre os EUA e os parceiros europeus que não tem paralelo desde o fim da Segunda Guerra Mundial.
Bruno Faria Lopes O discurso do medo quando se fala de Angola  18.01.2018 Bruno Faria Lopes 24
Entender o risco alto do mercado angolano e o equilíbrio de forças na relação entre os dois países é importante para pôr em perspectiva um discurso de medo, que serve sobretudo a agenda de quem o faz.
Pedro Santana Lopes A campainha 17.01.2018 Pedro Santana Lopes
Mário Centeno tomou posse como presidente do Eurogrupo. Recebeu das mãos do seu antecessor uma campainha.
Camilo Lourenço O Banco de Portugal está a levar "baile" 17.01.2018 Camilo Lourenço 422
Portugal é um país estranho. Nos últimos oito anos toda a gente se atirou ao salvamento de bancos (BPN, BPP, BES, Banif, CGD...) com dinheiro do contribuinte: mais de 20 mil milhões de euros!!!
Paulo Carmona Libertar os portugueses 17.01.2018 Paulo Carmona 83
Podemos em breve ter eutanásia, mas impedidos de abusar do sal ou do açúcar, podemos mudar de sexo aos 16, mas nem pensar em beber ou fumar. Os exemplos são infinitos numa sociedade cada vez mais embalada e entorpecida.