Opinião O comboio parado no entroncamento  11.02.2018 António Moita
Opinião O povo deve andar contente 05.02.2018 António Moita
Opinião Da Google aos sonhos adiados   28.01.2018 António Moita
Opinião Será que o Rio vai dar ao mar?  21.01.2018 António Moita
Opinião Pena a ideia não ter sido minha 14.01.2018 António Moita
Opinião O ano da reinvenção 07.01.2018 António Moita
Opinião Morreu uma andorinha raríssima  17.12.2017 António Moita
Opinião Centenofagia 10.12.2017 António Moita
Opinião Um fatinho e um par de sapatos  03.12.2017 António Moita
António Moita A velha Europa. Mais despesa igual a mais impostos 18.02.2018 António Moita
No contexto da saída do Reino Unido e da esperada necessidade de reforço de verbas para fazer face ao aumento das despesas de defesa e segurança ou do programa das migrações, a União Europeia discute uma fórmula que permita financiar o seu orçamento.
António Moita O comboio parado no entroncamento  11.02.2018 António Moita 65
As previsões da evolução da nossa economia são positivas, mas ainda assim insuficientes para recuperar de um atraso de décadas. Não há volta a dar.
António Moita O povo deve andar contente 05.02.2018 António Moita 276
Não há mesa de café em Portugal onde não se comente a vida dos vizinhos, daqueles que mal se conhecem ou até dos "famosos" que entram em casa de cada um pelas televisões. E normalmente não é para enaltecer as qualidades dos visados.
António Moita Da Google aos sonhos adiados   28.01.2018 António Moita 223
Os números são assustadores. Cerca de 25% dos jovens europeus estão em risco de pobreza, 20% não têm emprego, o salário dos que o têm, normalmente precário, é inferior a 60% da média.
António Moita Será que o Rio vai dar ao mar?  21.01.2018 António Moita 158
A maioria dos rios tem como destino o mar. Mas sabemos que em alguns casos apenas abastecem lagos, lençóis freáticos ou outros rios. Em que categoria estará o Rio do PSD?
António Moita Pena a ideia não ter sido minha 14.01.2018 António Moita 74
Entrámos numa fase diferente da vida política nacional. Já ninguém é fiel a nada. São as ideologias, os valores, as regras, os compromissos, os passados ou os traços de personalidade que nos vão dando a oportunidade de ir confiando nas pessoas que nos governam.
António Moita O ano da reinvenção 07.01.2018 António Moita 188
Marcelo confundiu a mensagem de Ano Novo com a carta ao Pai Natal. Ao contrário do que tem feito, em vez de definir metas formulou desejos.
António Moita Morreu uma andorinha raríssima  17.12.2017 António Moita 95
É absolutamente inestimável o contributo que milhares de portugueses dão a mecanismos de proteção social privados ou cooperativos substituindo-se com vantagem a um Estado pesado, lento e distante das pessoas.
António Moita Centenofagia 10.12.2017 António Moita 78
Mário Centeno foi eleito presidente do Eurogrupo. A não existência de pesos pesados na corrida e a lógica da repartição de cadeiras entre populares europeus e socialistas criou a oportunidade.
António Moita Um fatinho e um par de sapatos  03.12.2017 António Moita 130
Muito foi escrito sobre Belmiro de Azevedo nestes últimos dias e na esmagadora maioria dos casos para realçar as suas qualidades de gestor, de empreendedor, de visionário e de líder. Nada mais justo.