Cronista
Carlos Almeida Andrade Economista
Carlos Andrade A "táctica do salame" 09.03.2017 Carlos Almeida Andrade
Quando se discutem os fundamentos do crescimento económico, há um factor que nunca pode ser ignorado: a qualidade das instituições. Em qualquer economia, as instituições conferem uma estrutura às interacções entre os agentes.
Carlos Andrade 2017: o que está bem e o que pode correr mal 09.02.2017 Carlos Almeida Andrade
A ideia dos "esquecidos da globalização" (muito apelativa, mas também muito discutível) tem permitido o avanço de intenções intervencionistas e proteccionistas em algumas economias.
Carlos Andrade "The World Gone Mad" 15.12.2016 Carlos Almeida Andrade
O desprezo pelos factos e pela análise é acompanhado por uma desvalorização da liberdade de expressão e dos valores da democracia, à esquerda e à direita.
Carlos Andrade O risco de complacência 08.09.2016 Carlos Almeida Andrade
Com o último mês marcado pela propensão ao risco e baixa volatilidade nos mercados financeiros, é fácil cair num risco de complacência no que respeita ao actual momento da economia mundial.
Carlos Andrade Mais rápido, mais alto e mais forte? A economia dos Jogos Olímpicos 12.08.2016 Carlos Almeida Andrade
Com a medalha de bronze obtida por Telma Monteiro, Portugal chegou ao total de 24 medalhas no seu historial de participação nos Jogos Olímpicos.
Carlos Andrade "Déjà vu?" 03.07.2016 Carlos Almeida Andrade
O período da Grande Depressão dos anos 1930 foi, como é sabido, caracterizado por fortes quedas da actividade económica nas principais economias.
Carlos Andrade Porque é o crescimento económico tão baixo? 28.04.2016 Carlos Almeida Andrade
Como as recentes previsões do FMI vieram lembrar, as principais economias "avançadas" continuam a exibir taxas de crescimento muito contidas. Em 2016, a economia dos EUA não deverá crescer mais do que 2%.
Carlos Andrade Um novo ciclo…? 31.03.2016 Carlos Almeida Andrade
O fim do período formal do programa de assistência financeira (i.e. a "saída da troika") e o início de um novo ciclo político, após as eleições legislativas e presidenciais, parece ter dado lugar - à superfície - a um ambiente de menor crispação social e política, face ao que vivemos nos últimos anos, a partir de 2011.
Carlos Andrade Mercados vs. economia 28.01.2016 Carlos Almeida Andrade
As autoridades procuram desincentivar o crédito e o investimento e procuram incentivar uma redução do endividamento, um maior contributo do consumo privado para o crescimento da economia.
Carlos Andrade Que opções para o crescimento? 17.12.2015 Carlos Almeida Andrade
Em Portugal, o debate político mais visível em torno do crescimento económico tende a centrar-se muito no papel da política orçamental. Mais consumo e investimento públicos, defendem alguns, é a receita necessária para aumentar o rendimento das famílias e, assim, conseguir um crescimento económico mais forte.
pub