João Quadros
João Quadros 03 de março de 2017 às 10:12

Uma montanha de carácter

Com a carrada de dinheiro que voou daqui, e como Assunção Cristas diz que Portugal deve muito a Núncio, o mínimo é dar o nome do homem ao novo aeroporto. Aeroporto Paulo Núncio, voe para paraísos.
O ex-secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, Paulo Núncio, assumiu a sua "responsabilidade política" pela não publicação de dados relativos às transferências de dinheiro para "offshores", pedindo o abandono das suas funções actuais no CDS-PP. Acho que não chega, e vai em desterro para as ilhas Caimão.

Núncio "quis libertar o partido" a que pertence [CDS-PP] "de quaisquer controvérsias ou polémicas nesta matéria". Se é para libertar o CDS de controvérsias, o melhor é sair do PP e inscrever-se no PSD.

Assunção Cristas veio dizer que Paulo Núncio, ao assumir a sua "responsabilidade política" pela não publicação de dados relativos às transferências de dinheiro para "offshores", revela "uma grande elevação de carácter". Acho que uma elevação com mais de 10 mil milhões já é considerada uma montanha. É pena não haver uma fossa das marianas de lisura para a Assunção mergulhar. Se Paulo Núncio "mostrou uma grande elevação de carácter" ao assumir responsabilidades políticas, como é que fica o carácter de quem disse que foram notícias plantadas?

Recordemos o percurso que nos leva ao topo da elevação de carácter:
1 Núncio diz que é culpa do fisco
2 Cristas diz que são notícias plantadas
3 Fisco desmente Núncio
4 Núncio demite-se do... CDS
5 Cristas diz que Núncio é de grande elevação e que Portugal deve-lhe muito.

Agora, fica a faltar a condecoração ao Núncio. Aliás, com a carrada de dinheiro que voou daqui, e como Assunção Cristas diz que Portugal deve muito a Núncio, o mínimo é dar o nome do homem ao novo aeroporto. Aeroporto Paulo Núncio, voe para paraísos.

Eu mandei um e-mail para agradecer ao Doutor Núncio tudo o que fez por nós mas, infelizmente, tenho um "bug" no sistema informático e ele não recebeu a informação. Sendo assim, se a senhora Assunção não levar a mal, se calhar, vou deixar os agradecimentos ao Núncio para a semana, porque agora estou ocupado a agradecer ao Miguel Macedo o negócio dos Vistos Gold. Seja como for, em 2016, Núncio foi considerado personalidade do ano da Associação Portuguesa de Fundos de Investimento, Pensões e Património. Se calhar, já lhe agradeceram o suficiente.

Em Dezembro, num artigo no jornal online Eco, Paulo Núncio escrevia: "O Natal convoca-nos a perspectivar a nossa vida e a hierarquizar as nossas prioridades" - e passaram quatro quadras natalícias e ele não foi capaz de pôr no topo da hierarquia das suas prioridades as transferências para "offshores". Tem uma desculpa, estava ocupado a sortear uns Audi para premiar os cidadãos que ajudavam a evitar fugas ao fisco.

Conhecendo as prioridades de Núncio, e como o Natal é quando um homem quiser, fica a pergunta: já investigaram o sorteio dos Audi?

top 5

Agradecido

1. SIC: "Técnicos do Banco de Portugal defenderam saída de Salgado nove meses antes da derrocada" - Dava para o Carlos Costa ter um filho.

2. "Arrastão 'pesca' bomba ao largo da Nazaré" - A Nazaré tem bombas e canhões, ponham-se a pau com o Trump, ainda a confunde com a Coreia do Norte.

3. Futebol feminino bate recorde de público num jogo com 9.263 pessoas em Alvalade - Madeira Rodrigues diz que eram só 1.000.

4. "Barack e Michelle Obama vendem publicação de memórias por 60 milhões de dólares" - Rói-te, Aníbal.

5. SIC Notícias, Negócios da semana, Tiago Caiado Guerreiro - "não invistam na GGD que aquilo é para enganar velhinhas" - A seguir, anúncio cogumelo do tempo.



A sua opinião16
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo Há 3 semanas

A-núncia-da mais uma dívida. Plantada num feudo cujos servos são os portugueses e cujos senhores cobram brutais impostos. Neste reino, ‘of sure’ ou ‘offshores’, em que uns não querem pagar impostos e outros dizem que não sabem como.

Bela Há 3 semanas

A cristas so tem crista e a menor taxa de intencoes de voto neste pais ah e ja agora muita arrogancia e falta de classe nas suas intervencoes na assembleia

Anónimo Há 3 semanas

Senhor jornalista (para não lhe chamar jornaleiro) Foi o Secretário de Estado que deu ordem para a transferência ou, o SE não deu apenas o tratamento à formalidade de comunicação dessa transferência, depois de consumada? O dinheiro voou ou, teria sido sempre transferido a crédito de alguém, por débito de uma conta bancária em Portugal, devidamente identificada? O que faltará saber, não será quem deu a ordem e, se legalmente o podia fazer? O que faltará também saber não será somente se, houve alguma fuga de impostos? E se no pior dos casos, se quem fez essa transferência tinha base legal para o fazer? O Senhor Secretário de Estado, e disso já se penitenciou, incorreu na falta da não divulgação de dados de valores que já tinham sido transferidos. Fez mal. Mas, detectado o erro o Fisco pode ou não corrigi-lo? Voou o quê. O dinheiro foi escondido em malas? O valor não foi tratado num banco a débito de alguém? É lamentável a forma como a informação nos chega!!!

pertinaz Há 3 semanas

JÁ AGORA Ó QUADROS, TODOS OS DIAS CONTINUA A SAÍR DINHEIRO PARA AS OFFSHORES E TU O QUE FAZES ???

ver mais comentários