Cronista
José Cutileiro Embaixador
José Cutileiro Clausewitz às avessas 27.11.2013 José Cutileiro 61
Helmut Schmidt, chanceler de 1974 a 1982, com 94 anos e 3 maços de cigarros por dia desde os 15, afirmou a semana passada numa entrevista que a Alemanha tem de mostrar mais solidariedade. Com o maior superavit do mundo, mais do que a China, por fim terá de responder às pressões e gastar mais.
José Cutileiro "Douce France" 20.11.2013 José Cutileiro
Quanto aos franceses - cada vez mais afogados em impostos e ameaçados na civilização do seu viver por agências de notação (...) e por missionários da austeridade em Bruxelas e Berlim, indignados com Hollande por ele pouco ter tocado no estado social - saem à rua como só eles são capazes de fazer.
José Cutileiro Mediocridade 14.11.2013 José Cutileiro
As últimas críticas à Alemanha por não tomar medidas que aumentem a procura e ajudem a equilibrar Norte e Sul da Europa não vêm das extremas-esquerdas do costume, mas do Tesouro americano e até do próprio Presidente da Comissão Europeia.
José Cutileiro Defesa europeia 06.11.2013 José Cutileiro
Por inspiração francesa, há muitos anos tem havido partidários de uma defesa europeia independente dos Estados Unidos. Durante a Guerra Fria tal esforço – retórico – era contrariado pelos Estados Unidos pois iria enfraquecer a OTAN.
José Cutileiro Espionagem, maneiras e bom senso 30.10.2013 José Cutileiro 21
Historiar o que poderia ter acontecido em vez do que aconteceu é especulação fútil, mas se a URSS tivesse ganho a Guerra Fria (houve alturas em que tal pareceu possível) hoje as gravações das nossas conversas não estariam armazenadas num descampado do Utah, mas algures entre os Urais e Vladivostok.
José Cutileiro O pequeno país 23.10.2013 José Cutileiro 53
Entre 1974 e 1977, os portugueses saíram da bolha de ilusões em que o Estado Novo tinha querido meter-nos para entrar na bolha de ilusões que "a Europa" passou a querer impor-nos. Para os saudosos do salazarismo foram anos duros; para toda a outra gente foram anos "à la Saint-Juste" de felicidade sobre a terra. (Para os comunistas a festa foi curta porque as "Forças Armadas" lhes dispensaram os serviços assim que a independência de Angola as livrou de vez da guerra colonial).
José Cutileiro Populismo 16.10.2013 José Cutileiro 36
É por isso que no descalabro social que a austeridade agravou, ao assistir, por exemplo, à popularidade de medidas racistas anunciadas pelo governo húngaro ou, mais perto de casa, a vitórias eleitorais do Front National em França, a gente tem medo. Eu, pelo menos, tenho.
José Cutileiro O Mundo é um manicómio 09.10.2013 José Cutileiro
Na 1ª volta de eleição cantonal no Sul de França o partido de Marine LePen que quer fechar a Europa à emigração recebeu 40% dos votos. Não há vontade de fascismo na Alemanha; no sul ressabiado da Europa não punha as mãos no fogo.
José Cutileiro Pedintes e esmoleres? 02.10.2013 José Cutileiro 201
Ângela Merkel é mestre de táctica, mas governar é prever, de preferência para lá da primeira esquina. Ninguém saberá convencer a "Chefe da Europa" que no interesse de todos, a começar no da própria Alemanha, ou se vai aliviando a austeridade ou, em vez de retoma, teremos a democracia em perigo e a Europa desfeita?
José Cutileiro O nevoeiro da paz 25.09.2013 José Cutileiro
Há dois séculos - desde que Clausewitz se lembrou dos Actos dos Apóstolos - especialistas gostam de evocar o "nevoeiro da guerra".