Cronista
Luis Nazaré

Porto, Portugal, 1957. Economista, gestor e professor universitário.

Mestrado em Gestão de Empresas [ISEG, Lisboa, 1994, classificação Muito Bom]. | Licenciatura em Gestão de Empresas [ISEG, Lisboa, 1980, 16 valores]. |

É partner da Gestíssimo - Consultoria e Gestão Lda e Presidente (não-executivo) do Conselho Estratégico dos CTT-Correios de Portugal. | É Professor Convidado, responsável pelas disciplinas de Estratégia Empresarial (licenciatura em Gestão), Marketing Estratégico (mestrado em Marketing) e Business Intelligence (MBA), no Instituto Superior de Economia e Gestão (ISEG), Universidade Técnica de Lisboa. | Director Executivo do curso de pós graduação em Gestão das Comunicações e Multimedia no ISEG. | Responsável pela área de Estratégia, Liderança e Decisão da Pós Graduação em Estratégia e Prospectiva no IDEFE/ISEG. | É colunista económico do Jornal de Negócios. | Presidente da Assembleia Geral do Sport Lisboa e Benfica. Grande Oficial da Ordem do Mérito.

Foi Presidente do Conselho de Administração dos Correios de Portugal [2005-2008]. | Membro do Conselho Consultivo da Portugal Telecom [2002-2005]. | Presidente do Conselho de Administração do ICP-ANACOM (Regulador Nacional de Comunicações) [1998-2002]. | Assessor do Primeiro-Ministro para a Indústria, Comércio e Turismo [1995-1998]. | Consultor em Estratégia Organizacional, Marketing e Gestão Geral [1993-1995]. | Administrador-delegado do IDEFE – Instituto para o Desenvolvimento e Estudos Económicos e Empresariais [1992-93]. | Administrador-delegado da IN Software, S.A . [1990-1992]. | Director Financeiro e Director Comercial da Time-Sharing, S.A. e empresas associadas [1987-1990]. | Controller na EUTELSAT (Organização Europeia de Telecomunicações por Satélite), Paris [1982-1987]. | Quadro do Gabinete de Estudos e Planeamento da Marconi [1981]. |

Foi responsável pela disciplina de Concorrência e Competitividade, ISEG [1994-1996]. | Docente do curso de mestrado em Ciências Empresariais da Universidade do Algarve [1994-1996]. | Assistente Convidado para a disciplina de Estratégia e Planeamento de Empresa no ISEG [1992-1993]. | Assistente Convidado para a disciplina de Gestão Financeira no ISEG [1991-1992].

Colunista económico do Jornal de Negócios (cerca de 100 artigos publicados). | Diversos artigos publicados em órgãos de informação geral e especializada sobre temas ligados à Economia, à Regulação, às Comunicações e à fileira da convergência. | Tradutor, com o Prof. Alberto Pereira (ISEG), da obra Fundamentals of Strategy, Harvard Business School Press [1995]. | 28 artigos publicados enquanto colaborador permanente do jornal Público, responsável pela coluna de Gestão (caderno Economia) [de Março de 1994 a Outubro de 1995]. | Diversos papers académicos nas áreas da estratégia empresarial, marketing e comportamento organizacional.

Ex-Presidente do Conselho Fiscal do Sport Lisboa e Benfica. | Ex-Coordenador do Gabinete de Estudos do Partido Socialista. | Ex-membro da Direcção da DECO. | Ex-membro da Direcção da ANGEP-Associação Nacional dos Gestores de Empresas.

Opinião Tuk-tuk 24.05.2017
Opinião Regulam bem? 04.04.2017
Opinião Capturados 29.11.2016
Luís Nazaré Sinais de fogo  10.10.2017 Luis Nazaré
O mundo e os seus hábitos globalizam-se, numa espiral aparentemente sem retorno, enquanto os egoísmos nacionais recrudescem. Legitimamente, sim - é este o drama.
Luís Nazaré Chapa ganha, chapa gasta 30.08.2017 Luis Nazaré 638
É crível que o ministro das Finanças não ceda ao populismo da extrema-esquerda e mantenha a sua rota de moderação no alívio dos contribuintes e na reposição gradual de alguns benefícios e rendimentos confiscados pela troika.
Luís Nazaré Pedrógão a 100% 28.06.2017 Luis Nazaré 103
Regra geral, as catástrofes não ficam a dever-se a um só motivo. Salvo em situações fulminantes, como atentados terroristas ou fenómenos naturais de inusitada violência e imprevisibilidade, as tragédias são o resultado de um concurso de circunstâncias adversas.
Luís Nazaré Tuk-tuk 24.05.2017 Luis Nazaré
Os mais sábios dos pessimistas recomendam mesmo que se prepare desde já uma nova descida ao purgatório. Será que teremos de voltar aos antidepressivos?
Luís Nazaré A ginjinha e o croissant 26.04.2017 Luis Nazaré
É certo que a decadência tem os seus adeptos. Para os que nunca conheceram outra coisa, a Lisboa dos bairros insalubres, das casas a cair, das crianças rotas e das lojas terceiro-mundistas era o seu aquário.
Luís Nazaré Regulam bem? 04.04.2017 Luis Nazaré
Nenhum processo de transformação tecnológica produziu alguma vez efeitos tão rápidos e profundos como a revolução digital em curso.
Luís Nazaré O sagrado e o profano 22.02.2017 Luis Nazaré
As violentas polémicas que, a espaços regulares, irrompem a propósito das parcerias público-privadas (PPP) quase nos fazem crer que estamos perante um fenómeno novo, fruto de um cruzamento pós-moderno de interesses opacos.
Luís Nazaré O mundo aos quadradinhos 25.01.2017 Luis Nazaré
O Donald da minha infância era um pato de ideias simples, sem inquietações existenciais, sem utopias nem complexos visíveis.
Luís Nazaré O samba dos infelizes 28.12.2016 Luis Nazaré 26
Não há semana sem diatribes com Angola. É o Luaty e a cleptocracia, é o (neo)colonialismo e a ingratidão económica, é afinal a dança dos que, como confessam alguns editoriais não assinados do Jornal de Angola, fingem que não se suportam mas só têm a ganhar se souberem superar complexos.
Luís Nazaré Capturados 29.11.2016 Luis Nazaré
Quando as primeiras dúvidas sobre a exigibilidade das declarações de rendimentos vieram a público, António Domingues deveria de imediato ter-se disponibilizado para cumprir a regra geral.
pub