António Moita
António Moita 28 de maio de 2017 às 19:11

20 estações de metro em cada cidade

A campanha eleitoral das autárquicas está aí e com ela começam as promessas eleitorais. As propostas sérias são pouco faladas. As outras dão que falar.

A gestão dos municípios portugueses, alguns defeitos à parte, foi uma das mais importantes "conquistas de Abril" para usar linguagem revolucionária. Poucos acreditavam, logo após a revolução, que as populações fossem capazes de se organizar e viver em democracia respeitando os resultados eleitorais. Mas a verdade é que isso aconteceu. E é também verdade que a proximidade na governação ajudou a suprir as necessidades das populações. É indiscutível que a qualidade de vida nas nossas cidades, vilas e aldeias melhorou de forma abismal nos últimos 40 anos. Mérito dos autarcas.

 

Mas lá vai o tempo de ganhar eleições com promessas de eletrodomésticos ou de uma casa para cada um. Por duas razões. A primeira é porque não há dinheiro para isso. A segunda é porque as pessoas já não acreditam. Talvez por isso tenhamos tido em 2013 a mais baixa participação eleitoral de que há memória.

 

Prometer o que se sabe não poder cumprir é algo que está marcado na pele dos políticos. Pelo menos é assim que a maioria os vê. Talvez por isso cresçam como cogumelos os movimentos de independentes para quem a ambição política não vai normalmente além da fronteira da sua terra.

 

Ainda no rescaldo da presença tutelar da "troika" e de um resgate externo que nos tirou da bancarrota - para quem já se esqueceu lembro que o pedido de ajuda foi feito dia 6 de Abril de 2011 -  é bom que os candidatos se lembrem que o mundo mudou e as prioridades das pessoas também. As velhas promessas estão gastas e quem as repete não vai ser ouvido. Sejamos exigentes e apostemos naqueles que olham para a vida como nós. Sem outro interesse que não seja o de construir comunidades mais equilibradas, mais justas e mais desenvolvidas sabendo que o dinheiro para o fazer não é dos autarcas mas sim de todos nós.

 

Jurista

 

Artigo em conformidade com o novo Acordo Ortográfico

A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Conselheiro de Trump 28.05.2017

Vinte estacoes do metro em cada cidade,e vinte apiadeiros em cada freguesia,Nas minhas ferias grandes encostu-me a uma freguesia banhada pelo mar e la passa o metro.