Luís Marques Mendes
Luís Marques Mendes 20 de Novembro de 2016 às 21:03

Marques Mendes: Domingues pede sigilo mas fica na Caixa

A análise de Luís Marques Mendes ao que marcou a última semana da vida nacional e internacional. Os principais excertos da sua intervenção na SIC.

AS MUDANÇAS NO BCP

 

  1.       A decisão hoje anunciada pelo BCP é uma excelente decisão. Porque:
  •          Reforça o núcleo accionista do Banco e dessa forma a sua solidez;
  •          Abre as portas a que dois accionistas de referência (Fosun e Sonangol) possam chegar no futuro aos 30% de capital cada um, o que representa uma prova de confiança no Banco;
  •          E, sobretudo, é uma excelente decisão porque foi consensual entre todos os accionistas (chineses, angolanos, espanhóis e portugueses), gerida e negociada pela Administração do Banco com enorme talento e profissionalismo. Parabéns a Nuno Amado e à sua equipa.

 

  1.       Outra boa decisão é a que vem já a seguir. Ao que apurei, o BCP vai pagar ao Estado, o mais tardar até Fevereiro de 2017, os 750 milhões de euros do empréstimo que o Estado lhe fez (os chamados CoCoS).

O BCP vai começar o novo ano com o pé direito. Uma boa notícia para o país.

 

O IMPASSE NA CGD

 

  1.       A responsabilidade do Governo – Neste processo, o grave não é ter havido acordo escrito ou compromisso escrito. O grave são duas coisas:
  •          Primeiro: ter havido acordo. Seja verbal, seja escrito. Vale o mesmo. O Governo nunca devia ter concordado com o pedido feito por António Domingues. O pedido era legítimo. O acordo é ilegítimo.
  •          Segundo: o que é ainda mais grave é que o acordo nunca foi tornado público. Foi escondido. Para ver se ninguém descobria a marosca. Porque sabiam que estavam a cometer um erro colossal. Por isso é que, ainda hoje, Mário Centeno e Mourinho Félix fogem a dizer a verdade. Uma certa cobardia e indignidade.

 

  1.       A responsabilidade dos gestoresO assunto arrasta-se há um mês. O Tribunal Constitucional decidiu há quase duas semanas. E os gestores da Caixa, em vez de decidirem o que fazer, andam a adiar e a empatar jogo. Aqui, sim, têm muita culpa.
  •          Estão a fazer uma provocação ao poder político. Ao Presidente da República e aos partidos, que pedem rapidez.
  •          Estão a desgastar a imagem da Caixa e dos outros Bancos. Como disse, e bem, Faria de Oliveira em nome dos vários Bancos.
  •          Estão a alimentar a luta política em vez de retirarem a Caixa do jogo político. O que está a incendiar a luta política é este atraso na decisão por parte dos gestores. Um atraso lamentável.

 

  1.       O que vai fazer António Domingues? Sai ou fica? Esta é a pergunta de um milhão de dólares. Ao que apurei, o que vai suceder é o seguinte:
  •          Primeiro: todos os membros da Administração da Caixa vão cumprir a lei e vão apresentar as declarações ao TC, pedindo ao mesmo tempo, que elas se mantenham confidenciais. António Domingues já comunicou isso mesmo, e por escrito, ao Ministério das Finanças.
  •          Segundo: se a confidencialidade não for aceite pelo Tribunal – o que é o mais provável – António Domingues ficará na Caixa. E bem assim a maioria dos gestores. Só sairão, em princípio, três ou quatro. Dois deles são os estrangeiros. Ou seja, o essencial da equipe fica.

 

UMA BOA SEMANA PARA O GOVERNO

 

  1.       Esta foi uma boa semana para o Governo. O inesperado crescimento do PIB no 3º trimestre; a aprovação do Orçamento em Bruxelas; a não suspensão dos Fundos; e os elogios do Comissário Pierre Moscovici. Não fosse a CGD e a subida dos juros da dívida e seria uma semana perfeita.

 

  1.       O crescimento do PIB é a notícia mais importante.
  •          Porque foi o melhor resultado de toda a UE;
  •          Porque um crescimento assim já não acontecia desde 2013;
  •          Porque ficou bem acima das expectativas de todos os analistas;
  •          Porque vai permitir um crescimento de cerca de 1,2% ou mais no final do ano. Não é extraordinário mas é melhor do que se esperava.

 

  1.       O curioso é que este crescimento inesperado deveu-se ao bom desempenho das exportações e do turismo. E não ao efeito do consumo. Ou seja, um bom resultado que é construído com base na estratégia do Governo de Passos Coelho (o motor das exportações) e não com base na estratégia do Governo Costa (o motor do consumo).

 

  1.       Finalmente, o Governo devia agradecer ao PSD. Este resultado só é satisfatório porque as expectativas estavam muito baixas.
  •          E quem mais contribuiu para baixar as expectativas? O PSD. Ao alimentar o discurso do diabo.
  •          Conclusão: o Governo devia agradecer ao PSD por ter baixado tanto as expectativas. E o PSD devia perceber finalmente que o seu discurso negativo é um erro. Só favorece o adversário.

 

RECUO DO GOVERNO NAS PENSÕES MÍNIMAS

 

  1.       Tanta polémica, tanta controvérsia e, afinal, o Governo recuou. Não queria fazer o aumento extraordinário das pensões mais baixas de todas (abaixo dos 265€), mas foi obrigado a recuar.
  •           Por que é que o Governo recuou? Porque teve medo de uma coligação anti-Governo (PCP/BE/PSD/CDS).

 

  1.       Segundo apontamentoÉ um recuo positivo. Evitou-se uma injustiça. Não fazia sentido deixar de fora do aumento extraordinário de Agosto as pensões mais baixas de todas (as mínimas das mínimas, sociais e rurais). Bom trabalho do PCP e do BE que obrigaram a este recuo do Governo.

 

  1.       Último apontamentoSó não se percebe esta diferença de critérios:
  •          As pensões mais baixas têm um aumento até 6€;
  •          As outras (um pouco mais altas) têm um aumento de 10€.
  •          Parece que, nos pensionistas mais pobres, há filhos e enteados, pensionistas de primeira e de segunda categoria.

 

 

A PERDA DE DISCURSO DO PSD

 

  1.       Para o PSD a notícia do crescimento do PIB no terceiro trimestre foi um murro no estômago. E significa duas coisas:

a)      Primeiro: que o discurso a anunciar a catástrofe e o diabo só dá asneira.

b)      Segundo: que o PSD está a ficar sem causas.

  •          Défice – passou a ser uma causa do Governo;
  •          Crescimento económico – passou a ser uma causa do Governo.

 

  1.       O que deve fazer o PSD? Duas coisas:

a)      Primeiro: tem de escolher novas causas. Algumas sugestões: reforma do sistema político (apostar no mérito e combater o clientelismo); reforma na educação (introduzir o ensino dual); reforma do IRC (baixar o imposto para atrair investimento – a Hungria baixou o seu IRC para 9%); capitalizar as empresas (quase metade tem resultados líquidos negativos); economia do conhecimento (levar investigadores para dentro das empresas).

b)      Segundo: tem de fazer um discurso diferente. Em vez de anunciar o diabo, o que o PSD deve fazer é elevar as expectativas e colocar pressão e exigência sobre o Governo. Um exemplo:

  •          O país está a crescer. Muito bem. Mas é pouco. Há condições para crescer mais. Olhe-se para a vizinha Espanha.
  •          Ou seja, em vez do discurso negativo, o que o PSD tem de fazer é o discurso pela positiva, de mais ambição e de maior exigência.
A sua opinião9
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Zarya Há 1 semana

Utilice un supuesto JB para la version 3.66 al parecer funciono por que no se presento ningun error, no he tenido como probarlo y quiciera saber que tan compatible es multiman con la version ya meoanniada.plcse RTthanks

Jakayla Há 1 semana

as a matter of fact this has really helped me. I also watch somehting like epic meal time which I find gross. Now I dont get cravings anymore and watching videos of that helped me stay on a raw food diet. I have lost 60 pounds.

Bunny Há 1 semana

ik at in de ochtend altijd yoghurt met muslie, maar de granen geschrapt en zuivel van dieren ook. nu eet ik amaranth met zaden en biologische (ivm met de maipiulatne) soja yoghurt, dit is het enige soja product dat ik eet,vind je dat ik dat nu moet schrappen?

Joan Há 1 semana

That's not even 10 mietuns well spent!

ver mais comentários
pub
pub
pub