Eduardo Cintra Torres
Eduardo Cintra Torres 07 de março de 2013 às 00:01

[503.] Raspberry Ketone, Raspberry Lister

E, de repente, eis novo produto milagroso no espaço da publicitação: a framboesa! Anúncios na TV, promoção num programa do irritantíssimo Dr Oz, que é mais comercial do que de aconselhamento, e chuva de emails anunciando esse programa e uma marca "esgotadíssima"!

Como ficamos a saber num anúncio televisivo de Raspberry Lister, a framboesa é o "segredo das estrelas de cinema", o segredo de Hollywood! A framboesa, sim, a que comemos tanto por aqui, como fruta, em doce, em bolos e em gelado, é o segredo mais bem guardado das estrelas de cinema para emagrecerem. O anúncio de Lister Mais é muito literal: vemos uma mulher com calças uns números acima da sua cintura para sugerir que ela está mais magra uns números abaixo. 


Esta campanha de pelo menos duas marcas concorrentes, começou pela imprensa antes de chegar ao anúncio, com notícias (?) acerca dos "milagres" proporcionados pela framboesa, assim criando uma expectativa que se concretiza com a possibilidade — não de ir ao mercado comprar framboesas — mas de encomendar frascos a 66 euros que incluem extractos de framboesas, laranja, açaí, etc. Tal como na peça de Molière o Sr. Jourdain nunca tinha percebido que era prosador, também eu nunca me tinha apercebido que, melhor do que comprar framboesas, é comprar uns extractos com cerca de 17% de framboesa seca.

Este tipo de anúncios destina-se aos mais ingénuos entre nós. Sugerem-nos um milagre produzido a partir de um fruto comum e que faz parte da dieta de muitos. Tal como muita da que passa de madrugada, durante a manhã e a tarde, esta publicidade consegue convencer-nos que, por exemplo, dois frascos de concentrado de mangustão custam 70 euros, mas que se comprarmos os dois, recebemos outros dois grátis. Isto é, cada frasco custa 17,5 euros, mas o valor unitário nunca é referido.

Esta façanha retórica sempre me surpreende porque tento argumentar em silêncio com a sua lógica: se eu compro dois e me oferecem outros dois, porque não poupar tempo do anúncio e indicar logo o preço como sendo dos quatro? Ora, pretender funcionar pela lógica é uma burrice minha. O segredo dos anúncios está, como em milhares de outros, na palavra grátis ou oferta. O consumidor ingénuo toma os dois frascos adicionais como oferta genuína. Nos anúncios de madrugada, as ofertas sucedem-se, sempre para meu espanto: compra-se um aparelho eléctrico, recebe-se um acessório, depois um faqueiro, depois mais isto e aquilo. Os anúncios visam concretizar o impulso de compra: se telefonar nos próximos 20 minutos... Os publicitários sabem que o espectador destes anúncios não pode pensar demais: antes que ele pense, propõe-se — "grátis" — mais dois frascos ou um faqueiro. Além disso, se se propusesse a compra de quatro, seria demais, a venda tipo banha da cobra ficaria à vista. Assim, consegue-se vender quatro embalagens por cada consumidor.

Outra marca de derivados da framboesa, Raspberry Ketone, encheu emails pelo país com chamarizes pouco canónicos: "Última hora: veja aqui a incrível reportagem que passou na SIC", repetindo a seguir: "Última hora. Lojas por todo o país esgotaram após Programa na TV SIC Mulher". Claro que não é "última hora nenhuma", claro que ninguém pode provar que o produto (não) esgotou em "lojas por todo o país", claro que aparece no texto a palavra "milagroso", claro, já agora, que o email não vem da SIC, apesar de aparecer como endereçado ora por "SIC Reportagem" ora por "SIC Mulher - Dr. OZ" (os emails que recebi vinham de um "@clubesorte.pt" e de um "clubevipz.com).

Fevereiro, Março... poucos meses antes do Verão. A sociedade, por causa de campanhas como estas, como que exige que homens e mulheres emagreçam. Que haverá melhor do que um produto "milagroso"? Antigamente chamávamos-lhe banha da cobra, e diziam feirantes e vendedores ambulantes que curava muitas maleitas. Agora o sonho é emagrecer. Este, sim, é o milagre da publicidade: convence-nos de que, para emagrecer, é preciso comer. Comer concentrados disto e daquilo, recomendados por um banha da cobra da TV americana, produtos que não se vendem em farmácias, como avisam os anúncios, não se vendem em lojas (pois não dizem os reclames que esgotou em lojas não identificadas?), mas só por encomenda pelo telefone ou internet.

 

ect@netcabo.pt

A sua opinião10
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Mauro 07.03.2013

Claro, quando se trata de um médico, que é mais preventivo que curativo, que para além do mais nos ensina métodos naturais para algumas patologias é irritantíssimo! Melhor são os nossos, que grosso modo são uns sapos de gordura e, que só sabem medicar seja lá para o que for!

comentários mais recentes
Anónimo 18.07.2013

Eles estão à venda nas farmácias e em muitasssssssssssssssssssssssss

anabelaalmeida 09.07.2013

Tem toda a razão. Eu própria na esperança de perder uns kilos a mais, tentei obter este produto, o original e não consigo. Os preços variam nas ofertas de 17, a 6o euros etc. Penso que é muito difícil acreditar e quando comprado se realmente estamos a usar o do Dr.Oz, porque inclusive os frascos não são iguais aos qua aparecem nestas imensas ofertas.

Anónimo 21.06.2013

promoção num programa do irritantíssimo Dr Oz?

cidalia 20.05.2013

ola eu ja tenho este medicamento mas gostaria de saber se devo tomar entes ou depois das refeicoes e quanto tempo entes ?

ver mais comentários
pub