Assinatura Digital. Negócios Primeiro Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE
Camilo Lourenço
Camilo Lourenço 21 de janeiro de 2018 às 21:30

A ADSE, imagem do Portugal irreformável

Fast rewind 2014: O governo da Troika aumenta as contribuições para a ADSE, de 2,5 para 3,5%. Chovem protestos.

Dois anos (2016) depois a ADSE dá a volta por cima e chega a um superávite de 120 milhões de euros. 

Assinatura Digital. Negócios Primeiro
Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE
Análise, informação independente e rigorosa.
Para saber o que se passa em Portugal e no mundo,
nas empresas, nos mercados e na economia.
  • Inclui acesso ao ePaper, a versão do Negócios tal como é impresso em papel. Veja aqui.
  • Acesso ilimitado a todo o site negocios.pt
  • Acesso ilimitado via apps iPad, iPhone, Android e Windows
Saiba mais
A sua opinião34
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado ''LOL'' Há 1 dia

Bom dia;
O Sr. Camilo parece também não dominar este assunto.Já é recorrente as analises disparatadas,ocultando informação.Não tenho espaço aqui para toda a informação,nas o aumento da cotização para a ADSE passou de 2,5% para 3,5% depois de mais um disparate do anterior governo na ânsia de castigar os F.P., depois de lhes cortar o sub de ferias e,13ª,tentou a convergência das pensões,medida também chumbada e bem pelo Tribunal Const.O aumento dos descontos para a ADSE, em conjunto com o agravamento da contribuição extraordinária de solidariedade, foi uma das respostas encontradas pelo Governo para compensar esse chumbo.As medidas foram uma das muitas, 2011, 12,13, 14,e 2015, rectificações ao OE feitas pelo Governo ant.Mas a medida não ficaria por aqui pretendiam aumentar para 3,75%. Ora neste momento discute-se redução para 2,25%, compensado com novos benef, jovens e formulação ds custos Ex: Hosp. Privados(sanguessugas do estado). Medida justa. Governar não é CORTAR, Sr Camilo. LOL.

comentários mais recentes
Anónimo Há 3 horas

Portugal é influeniado pela opinião de um povo idiota. Basta ver aqui os constantes comentarios.
Nem entenderam o que aconteceu (Passos), nem entendem o que está agora a acontecer.
Falam de Direita e Esquerda sem perceber do que estão a falar.
Depois votam como adeptos de "clube de futebol"!

- 42,1 milhões prestadores privados Há 3 horas

A ADSE quer rever a sua nova tabela de preços, que reduz em cerca de 42,1 milhões de euros os valores pagos à rede de prestadores privados. Chovem protestos.
A rede de prestadores privados de saúde, imagem do Portugal irreformável.

Anónimo Há 21 horas

ENTÃO E O QUE ME DIZ DO SEU AMIGO FRASQUILHO E DO SACO AZUL DO BES?
NÃO CONVEM FALAR NÃO É VERDADE?
AMIGO NÃO DEVE PREJUDICAR AMIGO!

FÁFÁ Há 22 horas

Fáfá, meu pequerrucho, qual foi a parte que não percebeste?
Os aderentes à ADSE pagam uma quota equivalente a 3,5% do seu ordenado; o Estado paga ZERO; negoceia-se agora a quota equivalente a 2,75% do ordenado
Será assim tão difícil de entender?

ver mais comentários
Notícias só para Assinantes
Exclusivos, análise, informação independente e credível. Para saber o que se passa em Portugal e no mundo, nas empresas, nos mercados e na economia. Inclui acesso à versão ePaper.
Mais uma forma de ler as histórias
da edição impressa do Negócios.
Se ainda não é Assinante Saiba mais
pub