Raquel Godinho
Raquel Godinho 30 de julho de 2017 às 18:50

Afinal, o que é que a Amazon tem?

A Amazon é uma das maiores empresas do mundo, com um valor de mercado de 500 mil milhões de dólares. E os últimos meses encarregaram-se de demonstrar a sua influência no rumo das acções de outras empresas.

Aliás, esta influência levou o Financial Times a considerar que Jeff Bezos, o presidente executivo, assumiu um poder nos mercados que se aproxima daquele que tipicamente é atribuído aos presidentes ou banqueiros centrais. Uma das "vítimas" deste poder foi a Kroger. A 16 de Junho, as acções da cadeia de supermercados norte-americana desceram cerca de 19% depois de ter revisto em baixa as estimativas de lucro. Um dia depois, com o anúncio da Amazon para a compra da Whole Foods, a Kroger perdeu outros 9,2%. Mas não esteve sozinha, porque as descidas foram quase generalizadas no sector: a Walmart perdeu 4,7%, a Costco cedeu 7,2% e a Target caiu 5,1%. Depois, no início de Julho, surgiram notícias de que a Amazon poderia estar a estudar avançar com soluções de electrónica que concorriam com a Best Buy e estas acções desceram 6%. Os investidores parecem acreditar que "onde quer que eles entrem, deve ser bom", explica Timothy Pettee, gestor do fundo AIG Focused Dividend Strategy. É caso para perguntar: o que é que a Amazon tem?

 

Jornalista

A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub
pub
pub