Raquel Godinho
Raquel Godinho 30 de julho de 2018 às 21:50

Agenda cheia testa calma dos mercados antes de férias

As previsões da maioria dos economistas apontam para que o Banco do Japão mantenha os juros, esta terça-feira. Um dia depois, a Fed deverá anunciar a mesma decisão.

Agosto está a chegar. E, salvo algumas recentes excepções, é um mês mais calmo e marcado pelas férias da maior parte dos investidores. Mas, antes que a acalmia se instale nos mercados, vários serão os testes à tensão dos investidores. É que os próximos dias estão repletos de eventos relevantes e que não deixarão os investidores longe da negociação por muito tempo. Estão agendadas reuniões dos bancos centrais dos EUA, Japão, Reino Unido, Brasil e Índia. As previsões da maioria dos economistas apontam para que o Banco do Japão mantenha os juros, esta terça-feira. Um dia depois, a Fed deverá anunciar a mesma decisão, bem como a autoridade monetária do Brasil. Já o banco central da Índia poderá subir o preço do dinheiro, enquanto na quinta-feira, o Banco de Inglaterra também o deverá fazer. Na Zona Euro, uma semana depois da reunião do BCE, as atenções estarão voltadas para a evolução dos preços. Serão ainda conhecidos importantes indicadores na China e que habitualmente têm impacto no mercado e, como sempre na primeira semana do mês, os dados do emprego, nos EUA. Uma sucessão frenética de acontecimentos que ainda vai manter acelerado o ritmo cardíaco dos mercados.

 

Jornalista

pub