Assinatura Digital. Negócios Primeiro Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE
Camilo Lourenço
Camilo Lourenço 20 de junho de 2017 às 00:01

Até ao próximo... Pedrógão Grande

Já aqui escrevi sobre incêndios. No ano passado, aquando da destruição da serra da Freita, pensei ser a última. Acreditava, pateticamente, que o país mudaria de política. Quando vi o Governo rever o Plano Nacional de Florestas percebi que me enganara.

Fogos há de haver sempre. A questão não é essa; é provocarem tanta destruição e perda de vidas. E têm solução: basta mudar meia dúzia de coisas. A mais importante, como diz

Assinatura Digital. Negócios Primeiro
Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE
Análise, informação independente e rigorosa.
Para saber o que se passa em Portugal e no mundo,
nas empresas, nos mercados e na economia.
  • Inclui acesso ao ePaper, a versão do Negócios tal como é impresso em papel. Veja aqui.
  • Acesso ilimitado a todo o site negocios.pt
  • Acesso ilimitado via apps iPad, iPhone, Android e Windows
Saiba mais
A sua opinião17
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo Há 4 semanas

...Decreto-Lei n.º 96/2013, de 15 de Julho, que implementou o novo regime de arborização que liberaliza a plantação em monocultura de eucalipto, deixando de ser necessário pedido de autorização prévia às autoridades florestais até 2 hectares... Quem governava era a GERINGONÇA???

manuelfaf Há 2 horas

O que o Sr. Camilo quer dizer é que TODOS os governos falharam na gestão das florestas.
TODOS os governos tiveram negócios estranhos com os meios de combate incêndios.
TODOS os governos tiveram receio em multar proprietários que não limpam as suas matas.
TODOS os governos favoreceram projectos empresariais em detrimento da protecção da floresta.
Não se pode assobiar para o lado e dizer que a culpa é só dos outros.

Anónimo Há 15 horas

ontem ouvi num "caneiro" da tv, um doutorado EM INCÊNDIOS FLORESTAIS, EXPLICAR PORQUE TERÁ A AJUDA TER CHEGADO ATRAZADA.
DIZIA O "DOUTO", QUE AO PRIMEIRO ALARME, SAI UMA EQUIPA PARA ANALIZAR A EXTENÇÃO DO INCÊNDIO, SE VERIFICAR QUE O INCÊNDIO É GRANDE, PEDE REFORÇOS E ASSIM SUCESSIVAMENTE.
NÃO SERIA MAIS EFICAZ UM DAQUELES AVIÔESZITOS, QUE ESTAVAM SEDIADOS ALÍ PERTO E QUE DESCARREGAM “BALDES” DE ÁGUA SEM NENHUMA EFICÁCIA, LEVANTAR VOO E DO AR VER E DIMENSÃO DO INCÊNDIO E FAZER A RESPECTIVA COMUNICAÇÃO?
UMA SUGESTÃO DE UM "ANALFABETO" EM MATÉRIA DE INCÊNDIOS!

POIS É ! Há 17 horas

O ATOLEIMADO DO LULU PUM PUM PAFAS TOMA POR AÇÃO DE TERCEIROS A DOS PRÓPRIOS- AGORA ESTE GOVERNO TAMBÉM É CULPADO DO QUE SE PASSA NA VENEZUELA !

A PAFAS VIVE NUM DESNORTE COMPLETO!

ver mais comentários
Notícias só para Assinantes
Exclusivos, análise, informação independente e credível. Para saber o que se passa em Portugal e no mundo, nas empresas, nos mercados e na economia. Inclui acesso à versão ePaper.
Mais uma forma de ler as histórias
da edição impressa do Negócios.
Se ainda não é Assinante Saiba mais
pub
pub
pub