Paulo Querido
Buffett desinteressado da mais badalada OPV do planeta
06 Maio 2012, 23:30 por Paulo Querido | paulo@querido.pt
Enviar por email
Reportar erro
0
Tópicos - As palavras que fazem as notícias do mundo
1. Buffett desinteressado da mais badalada OPV do planeta
O investidor mais famoso do mundo disse aos milhares de seguidores das suas indicações que não tem intenção de comprar ações na OPV do Facebook. Numa televisão americana, antecipando o encontro de fim de semana com mais de 40.000 associados da Berkshire Hathaway, Warren Buffett teve o cuidado de acrescentar que não acredita estarmos a viver no setor das tecnológicas uma bolha especulativa como aquela que estoirou no ano 2000.

Ora, Buffett não tem de dar explicações sobre os seus feelings de investimento: a ressalva foi uma gentileza para com os executivos do Facebook, que andam numa roda viva a tentar persuadir potenciais investidores.

A empresa abre o capital na bolsa de Nova Iorque no dia 18 e afigura-se agora improvável que chegue aos 100.000 milhões de dólares de valorização: deverá ficar-se pelos 70.000 a 87.500 milhões, tendo fixado junto da SEC o preço para as ações entre os 28 e os 35 dólares.



2. OLLI REHN
Ainda François Hollande não tinha sido eleito o próximo presidente da França e já o vice-presidente da Comissão Europeia fazia um discurso apelando à "restauração do crescimento da Europa". Olli Rehn prepara o campo para que o primeiro encontro de Hollande com Angela Merkel não se torne num confronto entre o "senhor crescimento" e "senhora austeridade". E abre a porta a uma inversão política que suavize os esforços europeus.



3. MIGUEL GALUCCIO
É um engenheiro especialista em petróleo e tem 44 anos, o novo homem a chegar à nuvem dos tópicos económicos. Miguel Galuccio foi designado pela presidente da Argentina, Cristina Kirchner, diretor-geral da recém-nacionalizada YPF. Galuccio já trabalhara para a petrolífera e foi indicado por Sergio Uribarri, governador de Entre Ríos. Prometeu uma empresa "moderna, competitiva e profissional", mesmo que submetida à direção política da Argentina.



"Tópicos" é uma ferramenta do Negócios que faz pesquisa inteligente das notícias de economia mundiais. Consulte e saiba mais em www.negocios.pt
Enviar por email
Reportar erro
0
Seguir Autor