Patrícia  Abreu
Patrícia Abreu 14 de fevereiro de 2018 às 20:25

Correcção torna a Apple mais apetecível 

A maioria dos bancos de investimento mundiais justificou o minicrash nas bolsas mundiais com um movimento técnico. Mas, para muitos investidores, as últimas sessões implicaram perdas expressivas na carteira.

Contudo, para quem quer entrar ou reforçar a aposta em acções, este pode ser um bom momento. De acordo com um artigo publicado pelo MarketWatch, a queda recente deixou a Apple a negociar em níveis atractivos, depois de a empresa da maçã ter disparado 750% nos últimos dez anos.

Com mais de 280 mil milhões de liquidez, a dona do iPhone corrige perto de 8% este ano. Um desempenho que deixou a tecnológica em níveis interessantes. Além de ser a empresa mais valiosa de Wall Street, a Apple mantém perspectivas de crescimento sólidas e negoceia com um rácio PER de apenas 12 vezes, um indicador que está significativamente abaixo da maioria das empresas do S&P 500.

Além disso, a empresa deverá continuar a destinar aos investidores uma parte relevante do seu excesso de liquidez. Em sentido oposto, o MarketWatch realça o ritmo de crescimento das vendas inferior, nomeadamente na China. Mas, tendo em conta os números apresentados pela tecnológica vale a pena ponderar o investimento.

A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Advogado do diabo Há 5 dias

Amigos,

Antes de investirem em acções de grande prestígio,
aconselho-vos a leitura de 2 papers:
"Stocks of admired companies and spurned ones" , de Meir Statman
e, "In Search of Excellence: The Investor´s Viewpoint", de Michelle Clayman.

PS: Chamo-vos a atenção para que:
talvez o mais grave erro dos investidores em geral
é atribuírem um grau de confiança a extrapolação de tendências,
não justificável estatisticamente
face à dimensão da amostra considerada.

comentários mais recentes
Advogado do diabo Há 5 dias

Amigos,

Antes de investirem em acções de grande prestígio,
aconselho-vos a leitura de 2 papers:
"Stocks of admired companies and spurned ones" , de Meir Statman
e, "In Search of Excellence: The Investor´s Viewpoint", de Michelle Clayman.

PS: Chamo-vos a atenção para que:
talvez o mais grave erro dos investidores em geral
é atribuírem um grau de confiança a extrapolação de tendências,
não justificável estatisticamente
face à dimensão da amostra considerada.