Raul Vaz
Raul Vaz 02 de dezembro de 2016 às 00:01

Da próxima vez, acredite

Claro que ao anunciar a solução para esta semana, Costa tinha a solução na gaveta. Lembram-se do primeiro-ministro a desmentir, com desdém, as notícias do plano B?
Claro que havia plano B e Paulo Macedo estava desde o início nos planos de António Costa. Claro que os dias de António Domingues à frente da Caixa há muito que estavam contados na mão do primeiro-ministro. Claro que ao anunciar a solução para esta semana, Costa tinha a solução na gaveta. Lembram-se do primeiro-ministro a desmentir, com desdém, as notícias do plano B?

Diz-se e provavelmente com verdade, que Paulo Macedo terá resistido aos argumentos do convite. Preferia a tranquilidade do Banco de Portugal – sítio onde não há notícia de alguém se ter, em qualquer circunstância, sentido mal. Razão para a resistência da primeira e única escolha de Costa, posta a correr em tempo útil.


O que Costa tem para anunciar é, como habitualmente, bom. Paulo Macedo é competente, resiliente, sabe da poda, não é homem de desistir perante as dificuldades. São garantias para uma boa execução do excelente plano deixado por Domingues e de um caminho para a Caixa.

Fica outra coisa desta triste história: quando o primeiro-ministro desmentir, de forma azeda e categórica, uma nota desagradável para o Governo, não acredite. Acredite na notícia. 

A sua opinião11
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado JCG 02.12.2016

Ó Vaz esse é um arrazoado de merda*.

Afinal o que é que você (vocês) quer ou querem: que o Governo, os ministros, todos os decisores ´públicos vos digam tudo o que pensam ou tencionam fazer antes da questão estar tratada e fechada?

Só se forem parvos e, infelizmente, alguns são.

comentários mais recentes
Luis 02.12.2016

Um artigo imbecil pelos vistos do agrado de muitos imbecis. Como se em decisões importantes não tivesse que haver sempre planos Bs na eventualidade de falhanço dos planos As. E como se os planos Bs fossem anunciados sem comprovados os falhanços dos planos Bs. Chama-se a isto jornalismo pago à peça.

JCG 02.12.2016

Ó Vaz esse é um arrazoado de merda*.

Afinal o que é que você (vocês) quer ou querem: que o Governo, os ministros, todos os decisores ´públicos vos digam tudo o que pensam ou tencionam fazer antes da questão estar tratada e fechada?

Só se forem parvos e, infelizmente, alguns são.

Anónimo 02.12.2016

O JN está cada vez pior, mais valia a H. G. sempre era mais equilibrada e não tanto comprometida. Este sr. R Vaz, já assim era no Diário Económico..., sempre esteve comprometido com os PAFiosos. A Cofina vai estando cada vez pior, perda de leitores e a continuar assim. Há perda de audiencias

pertinaz 02.12.2016

TUDO NESTE DESGOVERNO É UMA SUCESSÃO DE PLANOS B

ESTA GENTALHA NUNCA FEZ NADA NA VIDA

COMO TAL AVANÇAM POR TENTATIVA/ERRO EM TUDO O QUE TENTAM FAZER

VAMOS A CAMINHO DO ABISMO

AÍ NÃO HÁ PLANO B

ver mais comentários