João Quadros
João Quadros 05 de janeiro de 2018 às 10:14

Dia de Reis explicado aos republicanos

O Dia de Reis é muito importante para os espanhóis. Em Espanha, os miúdos só amanhã é que recebem os presentes. Já os nossos destruíram os deles, ainda os outros não os receberam. O mundo é injusto.
Gostava de começar o ano com um tema leve e fresco e que não ofende ninguém. Vou tentar, prometo.

Amanhã é Dia de Reis e eu tenho uma especial predilecção pelos Reis Magos. À partida identifico-me com gente que chega atrasada. Em relação aos Reis Magos, muita gente ainda se questiona por que raio é que eles traziam aquelas prendas parvas: ouro, incenso, e mirra. E a mirra, ainda por cima, nem sequer era da Chico.

Como é óbvio, as ofertas não era apenas estas, havia muito mais prendas. Ninguém faz milhares de quilómetros de camelo, a olhar para uma estrela, para levar incenso a um recém-nascido.

Além das prendas que eles entregaram, na lista de ofertas, havia ainda: trinta faisões estufados, seis lampreias de ovos, uma dúzia de sapateiras, etc. Tudo coisas que se estragavam, e como eles se atrasaram, acabaram eles por comer tudo, em vez de se estragar.

Supostamente, os nomes das criaturas eram: Gaspar, Baltazar e Melchior. E nesta altura surge sempre a dúvida, qual deles é o negro? É o Baltazar. Eu arranjei uma maneira fácil de decorar: O negro é o que acaba em -azar.

O Dia de Reis é muito importante para os espanhóis. Em Espanha, os miúdos só amanhã é que recebem os presentes. Já os nossos destruíram os deles, ainda os outros não receberam . O mundo é injusto.

Voltando aos Reis Magos, dizem os estudiosos de pessoas que oferecem mirra a crianças que as relíquias dos Magos foram transportadas para Constantinopla, e de lá passaram para Milão, de onde, depois foram transladados para Colónia, em cuja catedral são até hoje veneradas. Agora que já sabem onde estão os restos dos Reis Magos, não há desculpa para não darem um salto a Colónia nem que seja para depositar uma coroa de flores e um cheque incenso/mirra no túmulo onde estão partes do que outrora foram os bonitos Reis Magos dos vossos presépios.

Os camelos também lá estão, porque os Reis perderam-se no caminho para casa, e ficaram sem nada e tiveram de comer os camelos. Por azar, aquilo até nem eram camelos. Eram dromedários. Camelos árabes. Que, infelizmente, têm só uma bossa o que dá logo para menos picanha. Mas da cauda faz-se uma sopa de rabo de camelo que vai muito bem com areia.

Adeus e cuidado porque andam por aí pessoas que se escondem dentro do bolo-rei, no lugar da fava, e que, durante a noite, quando estamos a dormir, assaltam as casas. Pelo sim pelo não, é melhor não comprar bolo-rei em sítios esquisitos. Fiquem-se pelo bolo-rei tradicional das bombas de gasolina.

Até para a semana , e deixo aqui uma aviso importante de fim de festas: não abandonem as vossas árvores de Natal perto de casa, levem-nas para longe, senão, depois, vão dar com elas a arranharem a porta de casa a quererem voltar. Está bem?

Bom ano.

top-5

Mirra

1. Novo Banco arrisca perder 34 milhões nos cogumelos apadrinhados por Marcelo - Tivessem apostado noutros cogumelos. Para quem sai tanto à noite, o Marcelo percebe pouco disto.

2. Bispos da IURD são obrigados a fazer a vasectomia - Ainda há quem se queixe dos patrões. Imaginem se na Autoeuropa o patrão dissesse - Vai ser promovido, vai ganhar mais, mas vai ter de ir operar esse escroto.

3. Governo diz que Portugal não vai sair do programa de isenção de vistos dos EUA - Ministro dos Negócios estrangeiros, Santos Silva, diz que tem um botão maior do que o de Trump.

4. China é um dos maiores importadores de cerveja portuguesa - Mas é para festejar o que lucram com a EDP.

5. Marcelo veta lei do financiamento partidário - Para o PR a lei foi feita em segredo por isso aconselha que desta vez contratem o Doutor Eduardo Barroso para nos vir informar, com detalhe, o que se está a passar de meia em meia hora.



A sua opinião6
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Criador de Touros Há 2 semanas

Os republicanos socialistas, comunistas e comunistas bloquistas gostam de brincar com coisas sérias: só desde o 25 de Abril 1974 já deram 3 bancarrotas a Portugal. Fora o resto dos disparates. É esta cultura anarquizante que tem destruído o nosso país. Uma cultura de gente apalermada que nem para eles sabem ser, continuando Portugal na cauda da Europa. Foi assim no tempo de Salazar e continua a ser assim depois do 25 de Abril.

Anónimo Há 2 semanas

«É o Baltazar. Eu arranjei uma maneira fácil de decorar: O negro é o que acaba em -azar. »

Ah, Ah, Ah, muito boa. Nunca mais me vou esquecer desta. Não sou racista nem acredito em "raças", somos todos humanos, mas a graça é de uma subtileza provocatória estupenda.

Anónimo Há 2 semanas

Grande tacho que dão a este colunista! Só porque é de esquerda já tem direito a trabalho bem remunerado.

Juvenal Praça Há 2 semanas

Gosto - sempre gostei - muito dos escritos do João Quadros, com o seu humor muito sui generis. No de hoje então, desmanchei-me a rir ao ler "...sopa de rabo de camelo que vai muito bem com areia". Está de morte! Ninguém como o J. Quadros para fazer voltar a minha boa disposição. Os meus parabéns.

ver mais comentários
Saber mais e Alertas
pub