João Quadros
João Quadros 16 de Dezembro de 2016 às 09:28

Foge, António!

António Guterres fez, na passada segunda-feira, o juramento da Carta das Nações Unidas e todos nos sentimos muito orgulhosos.
Podemos dizer que foi um nove e meio em termos de Orgulho Nacional Por Ver Portugueses No Poder, numa escala que vai de Durão Barroso ao cão de água português do Obama.

Assistimos a várias manifestações de alegria e emoção, mas sinto-me dividido. Por ser patriota, e vendo como está o mundo, tenho algum receio de que nos venham atribuir as culpas pela III Guerra Mundial. Já sei como é que estas coisas são. No fim, é sempre o tuga que paga. Vão sempre lembrar que estava um António português ao leme da ONU quando a coisa se deu. Ainda nos obrigam a pagar a reconstrução do mundo, incluindo todo os bancos que foram bombardeados.

Gosto do Engenheiro Guterres e acho que esta eleição é um presente envenenado. Ele devia ter desconfiado, quando uma organização machista como a ONU queria apostar numa mulher para o cargo. A intenção era: "estão a ver como elas estão bem é na cozinha". Não percebo como é que o Padre Melícias não o alertou. Com tanto dito popular que um bom franciscano gosta de usar, como o "quando a esmola é grande o pobre desconfia".

Não sei como estão as apostas na bwin, mas a probabilidade de haver chatice da grossa mundial, durante o mandato de Guterres, deve pagar pouco. Só um semi-monge budista, como Guterres, entrava num edifício em chamas com aquela calma e sorriso. No actual momento mundial, a ONU é a pior reunião de condóminos do universo. A lista de broncas que já estão em andamento, junto com as que prevemos que estejam a começar, é mais extensa do que a própria Carta das Nações Unidas. Se Guterres tivesse jurado com a mão esquerda pousada sobre os problemas que vai ter de enfrentar, ou assistir, teriam de lhe arranjar um escadote. Ponho-me a pensar como é que eles o terão convencido - "eh, pá, vais trabalhar com o Trump, reunir com o Putin e jogar ao mata com o Erdogan".

Muito sinceramente, a ter de ser um português a ocupar o lugar de secretário-geral da ONU, preferia mil vezes o Durão Barroso. Quanto mais não fosse porque sempre tinha menos poder do que estando no Goldman Sachs. E, como ele já tem um bom currículo em termos de contribuir para dar cabo da paz e de organizações de nações, não seria surpresa para ninguém se ficasse associado ao fim do mundo.

Se eu fosse o Engenheiro Guterres, preparava um plano B no caso de isto ir mesmo dar para o torto. Nem seria preciso inventar muito. Pelo contrário, seria uma sequela. Muito simples. Caso a Le Pen vencesse as eleições presidenciais em França, Guterres diria que sentia este resultado, das eleições francesas, como uma derrota pessoal e de como o seu discurso, como secretário-geral da ONU, não tinha tido apoio e demitia-se.

Boa sorte, Senhor Engenheiro.


top 5

ONU

1. José Eduardo Moniz ou Laurinda Alves podem correr pelo PSD à Câmara de Lisboa - Eu apostava no Medina Carreira. Medina contra o Medina. Ou no Paulo Macedo, só para baralhar ainda mais a situação na CGD.

2. Rui Rio sugeriu um imposto para pagar a dívida pública - um tipo de direita que entra com o pé esquerdo.

3. Os irmãos iraquianos ausentaram-se para Istambul - a noite lá é mais segura.

4. Face Oculta: Manuel Godinho já pode sair do país - vai fazer "interrail" com o Salgado e gamar os carris.

5. A Associação da Imprensa Estrangeira em Portugal atribuiu ao seleccionador português de futebol, Fernando Santos, o prémio Personalidade do Ano - faltou ao Professor Marcelo Rebelo de Sousa uma "selfie" com a Associação da Imprensa Estrangeira em Portugal.



A sua opinião6
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Dono dos Burros Há 4 semanas

"E todos nos sentimos muito orgulhosos"? Todos menos eu, pelo menos. Contente estaria, se estivesse a ser julgado pelos crimes de guerra na Jugoslávia que ele apoiou e defendeu, juntamente com o o Clinton.

Anónimo Há 53 minutos

Há sempre visionistas quando as coisas parecem estar á nossa frente? mas a mim parece-me que o factor surpresa tem muito mais força quando tudo está demasiado a nossa vista não acontece.

Anónimo Há 4 horas

Deixou o pântano á deriva e fugiu como um cobarde
Mas o que será que vêem neste homem, nada de certeza pois é um incompetente

Anónimo Há 7 horas

Eu não esqueço que o picareta falante fugiu do país quando viu que o transformou no pântano de onde não sabia sair. Como encarregado dos refugiados...nunca ouvi falar de maior crise dos mesmos. Mas indo ver a série de encostos a que se foi juntando, entendi a carreira do dito. A CS serve para quê?

ver mais comentários