Tiago Freire
Tiago Freire 14 de Outubro de 2016 às 09:44

Estarão os suecos loucos com o Nobel para Bob Dylan?

Foi uma das notícias do dia, a atribuição do Nobel da Literatura a um grande escritor... de canções. Bob Dylan foi o distinguido pela Academia Sueca, mas a surpresa acabou por dividir a opinião pública.

Se publicações de todo o mundo abraçaram homenagens ao ídolo de muitas gerações, alguns escritores não conseguiram resistir a questionar a escolha. Vamos por partes.

No El País, Jorge F. Hernández, diz que Dylan é "a voz de todos" e constata que o prémio "rompe um esquema tradicional e supostamente intocável". A distinção, afirma, "abre uma janela que, creio, merece ser celebrada. Literatura já não é só aquele produto acartonado que a cada momento condenam à morte".

Entre os escritores, o Twitter foi inundado de mensagens em ambos os sentidos. Um dos mais efusivos foi Salman Rushdie, ele próprio um dos candidatos crónicos ao prémio. "De Orfeu a Faiz, as canções e a poesia têm estado ligadas intimamente. Dylan é o brilhante herdeiro da tradição dos bardos. Óptima escolha", afirmou.

Em sentido totalmente contrário fez-se ouvir Irvine Welsh, o polémico autor de livros como "Trainspotting", que não mede as palavras: "Eu sou fã de Dylan, mas isto é um mal concebido prémio de nostalgia arrancado das próstatas rançosas de hippies senis e disparatados." Podemos presumir que Welsh não tem grandes esperanças de vir a se reconhecido pela Academia...

No mesmo sentido, embora num registo seco e humorístico, reagiu o escritor Gary Shteyngart: "Eu percebo completamente o comité do Nobel. Ler livros dá trabalho."

De salientar que o Nobel de Dylan conheceu mais eco nas edições online das publicações europeias do que necessariamente nas norte-americanas. A Rolling Stone, aliás, cujo nome colheu inspiração também de um conhecido tema de Dylan, não trazia qualquer referência ao prémio entre os destaques principais da sua página na internet. "The times they are a changin", realmente.



A sua opinião2
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Rui Há 3 semanas

Depois de atribuirem o Nobel da paz ao Obozo já nada me admira. Não há um botão de reset para o mundo? Que pena...

Anónimo Há 3 semanas


PS . BE . PCP são uns PHILHOS DE PHU TA que xupam o sangue ao POVO...

para dar mais dinheiro e privilégios aos FP & CGA.


pub
pub
pub