Patrícia  Abreu
Patrícia Abreu 26 de dezembro de 2017 às 17:22

Filmes de Natal também têm lições financeiras

O período é de festa e comemoração em família. E, tal como todas as outras tradições de Natal, há alguns filmes que já fazem parte desta quadra festiva. Clássicos como o Sozinho em Casa, o Amor Acontece ou o Senhor dos Anéis costumam animar a grelha televisiva por estes dias.

Mas o que têm afinal a ver os filmes de Natal com os investidores? De acordo com uma notícia do MarketWatch, há importantes lições que podem tirar-se de alguns dos filmes que fizeram história nos últimos anos. Confiar o dinheiro ao banco e não a um familiar, saber como gerir o orçamento familiar ou até as relações são algumas das coisas que se podem aprender com os filmes de Natal. E a notícia dá vários exemplos. Por exemplo, Sozinho em Casa mostra a importância de ter sempre um seguro. E não basta um seguro qualquer. Tendo em conta a destruição que o pequeno Kevin faz na casa da família McCallisters, seria necessário ter um bom seguro de recheio, para cobrir os prejuízos. Já em White Christmas, um filme mais antigo, a lição é que a inovação pode salvar um pequeno negócio. Conselhos sempre úteis e que se ajustam a vários grupos de investidores. Por isso, se está de férias e tenciona ver algum destes filmes, esteja atento às mensagens subliminares.

 

Jornalista

 

A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
comentar
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentários mais recentes
Importância dos Valores transmitidos às Crianças 26.12.2017

É interessante a relevância que pode ter para uma Sociedade as mensagens transmitidas às crianças.
Seja através de filmes, ou de histórias que as mães lhes contam.
Um estudo sobre as diferenças entre os diferentes Povos no tocante à predisposição para o desenvolvimento e para o empreendedorismo, identificava, como principal variável explicativa, o conteúdo e os valores (ambição, perseverança, resiliência, prestígio etc.) das histórias que as mães contavam aos filhos !
Certo ou errado, a verdade é que a experiência da vida me transmitiu, e as leituras me confirmaram -que há muito de verdade na ideia que o futuro de um país depende em grau significativo dos valores transmitidos pelas mães aos filhos.
Em Portugal, um bom exemplo será o da ínclita geração de que fala Camões;
Nos EUA, o mistério da desproporção entre o peso dos judeus em termos demográficos e o seu peso em termos políticos, é parcialmente explicado pelos valores de ambição transmitidos pelas mães aos filhos.