Patrícia  Abreu
Patrícia Abreu 09 de abril de 2017 às 18:35

Fundo da Noruega quer CEO a ganhar menos 

O fundo soberano da Noruega é o maior fundo do mundo e mantém investimentos volumosos nas acções e obrigações mundiais.

No dia em que divulgou que fechou o primeiro trimestre do ano com lucros de 298 mil milhões de coroas norueguesas (32,5 mil milhões de euros), o gestor do fundo alertou que quer ver mudanças nas remunerações dos CEO das empresas.

Citado pelo Financial Times, Yngve Slyngstad argumenta que espera "uma mudança na forma como a remuneração é construída. Ao longo do tempo esperamos que os planos de incentivo de longo prazo sejam gradualmente retirados".

Em vez destes incentivos, o fundo da Noruega prefere esquemas de remuneração de CEO que forcem os líderes das companhias a manter posições significativas nas empresas por períodos de pelo menos cinco anos. Tendo em conta que o fundo detém investimentos em acções que ascenderam a 554 mil milhões de euros no primeiro trimestre, sendo accionista de referência em muitas empresas - está no capital de 20 cotadas portuguesas - , esta posição pode ter repercussões na gestão das empresas, mas também das acções. Sendo accionistas de relevo, os CEO seguramente irão promover medidas que suportem os títulos das companhias.

 

Jornalista 

A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Conselheiro de Trump 09.04.2017

Pois e Patricia,nunca se esqueca disto que e exactamente o que o fundo da Noruega vai fazer:"conserte se necessario for o telhado da casa quando o tempo o permitir".Nos(os radicais) temos por natureza inveja dos bons e isso mata-nos.