Fernando Sobral
Gaston Lagaffe e a crise
23 Abril 2012, 23:30 por Fernando Sobral | fsobral@negocios.pt
1
Enviar por email
Reportar erro
0
Gaston Lagaffe, o desajeitado herói da BD, é o grande modelo da Europa. Lagaffe, no seu emprego, ficou encarregue da manutenção dos extintores. Com tanto sucesso que conseguiu deitar-lhes fogo. Preguiçoso, consegue semear ventos e colher tempestades.
Gaston Lagaffe, o desajeitado herói da BD, é o grande modelo da Europa. Lagaffe, no seu emprego, ficou encarregue da manutenção dos extintores. Com tanto sucesso que conseguiu deitar-lhes fogo. Preguiçoso, consegue semear ventos e colher tempestades. A eleição presidencial francesa é a chuva de granizo que faltava para que nenhum guarda-chuva pareça seguro. Se Sarkozy perder frente a um François Hollande esquivo assiste-se a um dos últimos actos do voto de rejeição política que já afundou quase metade dos governos da zona euro nos últimos tempos. E que agora também afogou o ortodoxo governo holandês. Não há santos nem pecadores na Europa: o medo foi substituído pelo pânico.

E a austeridade, como até já reconhece o FMI, campeão da rosca apertada até ao limite como política económica, não funciona sem crescimento. A reunião do FMI foi uma dança da chuva sem sentido para salvar o euro. Como se o suicídio lento, proposto pela Alemanha, fosse a política certa. Em Portugal não se discute a Europa. Nem o Governo tem opinião sobre o futuro desta, desde que os euros continuem a cair no seu regaço. Mas seria importante analisar a força crescente dos blocos mais radicais em França, à direita e à esquerda, jangadas onde se recolhem os náufragos de uma Europa que se afunda.

A fúria popular começa a concentrar-se, na Espanha, na Grécia, na República Checa, na França. Por motivos diferentes. Mas todas essas fúrias desaguam num rio que quer destruir a barragem da austeridade sem sentido e sem futuro. Começou o desafio crucial à história da Carochinha contada pela Alemanha e pelo FMI. Gaston Lagaffe está à solta.

1
Enviar por email
Reportar erro
0
Seguir Autor
pesquisaPor tags:
alertasPor palavra-chave: